Home»Política»Alex Tailândia aguarda intimação da Justiça Eleitoral

Alex Tailândia aguarda intimação da Justiça Eleitoral

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O vereador Alexandro de Araújo, o Alex Tailândia (PRB), aguarda  intimação para prestar depoimento à Justiça Eleitoral sobre sua desfiliação do PT, há cerca de dois meses.

O juiz eleitoral da 216ª Zona Eleitoral de Mogi Guaçu, Fernando Colhado Mendes, já recebeu a Carta de Ordem do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo determinando para que ele faça a oitiva de Alex Tailândia e demais testemunhas. A Carta de Ordem é assinada pelo Desembargador do TRE-SP, Mário Devienne Ferraz.

O vereador adiantou que aguarda a intimação da Justiça Eleitoral para esta semana. “Ainda não recebei nenhum comunicado oficial, mas já estou ciente que isso deverá ocorrer nos próximos dias e estou preparado”, afirmou, lembrando que o feriado municipal celebrado hoje, 8 de dezembro, retardou a chegada da intimação.

Após os depoimentos de Alex Tailândia e demais testemunhas tanto de acusação quanto de defesa, o juiz eleitoral de Mogi Guaçu encaminhará o processo novamente ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, a fim de que o Desembargador dê continuidade aos trâmites.

A expectativa é de que a decisão da Justiça Eleitoral seja oficializada logo nas primeiras semanas do ano que vem. Para Alex Tailândia, essa estimativa de prazo é razoável. “Estes processos que julgam infidelidade partidária costumam ser rápidos, assim como está sendo este no qual estou envolvido. Acredito que ainda em janeiro de 2016 já haverá uma decisão”, prevê.

Ele ressaltou ainda que não teme pela cassação de seu mandato. Isso porque, Alex Tailândia defende o princípio da ideologia partidária para justificar sua desfiliação do Partido dos Trabalhadores. “Não dava mais para continuar filiado a uma sigla que estava se envolvendo cada vez mais em escândalos políticos e em corrupções gravíssimas. Tentei permanecer por mais tempo, mas não teve jeito”, observou o vereador.

Há praticamente dois meses, a Executiva Estadual do PT ingressou com processo que pede a vaga da sigla na Câmara Municipal após o vereador Alex Tailândia se desfiliar do PT e migrar para o PRB.

A Executiva Estadual do PT está se baseando na lei que trata da fidelidade partidária para pedir judicialmente a vaga da sigla na Casa de Leis. Isso porque, Alex Tailândia foi eleito em 2012 com mais de 1 mil votos filiado ao PT e deveria por força de lei concluir seu mandato ainda na sigla.
Vale ressaltar que a Executiva Estadual ingressou com o processo a pedido da Executiva Municipal do PT de Mogi Guaçu por meio do presidente do partido na cidade, Alceu Kemp, o Galo.

No processo contra Alex Tailândia consta que o propósito é ação de perda de cargo eletivo por desfiliação partidária, ou seja, pedido de cassação e perda de mandato eletivo. O processo também se estende ao Diretório Estadual do PRB, que é a sigla à qual Alex está filiado.

Previous post

Presidente do Mandi quer liberação do estádio

Next post

Projeto Tela Viva deste mês traz dois filmes