Home»Cidade»Aluno de biomedicina é exemplo entre os colegas

Aluno de biomedicina é exemplo entre os colegas

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Da Redação

Setembro já está quase no fim, mas ainda dá tempo para falar sobre um assunto extremamente importante. O mês oficial da luta pela inclusão da pessoa com deficiência tem como objetivo gerar visibilidade a causa da pessoa com deficiência. Setembro foi escolhido para essa ação em razão do dia 21 ser Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência.

E histórias como a do estudante Matheus Fortunato Bonifácio, 21, aluno do 4º semestre de Biomedicina das Faculdades Integradas Maria Imaculada, não se contam todos os dias, infelizmente. Em virtude da boa acolhida, e o apoio da direção da faculdade, professores e colegas de classe, Matheus não só vem se destacando como estudante, como também arrumou seu primeiro estágio em um laboratório de análises clínicas.

Matheus nasceu com mielomeningocele, uma doença que afeta os movimentos dos membros inferiores e que o deixou paraplégico. Ainda criança e preso a uma cadeira de rodas, ele não entendia o porquê da sua condição. Porém, mesmo com todas essas dificuldades, o estudante foi à luta. Estudou muito até chegar à faculdade. No início, admite, achava que não iria conseguir. O medo de fracassar como universitário e de não conseguir trabalho eram fantasmas que sempre o perseguiam. Hoje, sente-se feliz e realizado no curso que escolheu e diz que uma de suas maiores alegrias na vida é estar na sala de aula de biomedicina, todas as noites.

Juliana Inocentini, colega de sala, vê Matheus como um exemplo de dedicação. “O Matheus está sempre de bem com a vida, sempre feliz, ele não vê limitações, ele não tem obstáculos em sua mente, ele acredita e faz acontecer”, completa Juliana.

A coordenadora do curso de Biomedicina, Nádia Regina Borim Zuim, afirma que Matheus é um aluno comprometido, aplicado e demonstra que no seu dia a dia todos os obstáculos que possivelmente estão no seu caminho se tornam invisíveis mediante a sua força de vontade. “As Faculdades Maria Imaculada não rotula nem separa os alunos, não fica somente nas palavras, nos discursos, nas leis e decretos, mas transforma em ações que buscam aceitar, respeitar e valorizar o educando, com suas diferenças e diversidades”, completa Nádia.

Estágio

Neste mês, Matheus iniciou seu estágio em um Laboratório de Análises Clínicas, cujo responsável técnico e sócio proprietário é Marcelo Brunelli, biomédico há 23 anos e professor de estágio em biomedicina das Faculdades Imaculada. “A deficiência do estagiário não irá atrapalhar suas funções nem seu profissionalismo dentro do laboratório de análises”, garante Marcelo.

As vitórias de Matheus, além de servir como estímulo a outros portadores de deficiência física, também são exemplos para a campanha do “Setembro Verde”. Vale ressaltar que menos de 1% dos 45,6 milhões de portadores de necessidades especiais no Brasil consegue uma vaga no mercado de trabalho.

E para finalizar essa matéria, Matheus manda um recado a todos os deficientes: “jamais desistam de seus sonhos”.

Previous post

Marcus Cirillo no Teatro Tupec, no dia 5 de outubro

Next post

Judô de Mogi Guaçu conquista título em Campinas