Home»Artigos»Artigo: Covid-19 – otimismo = empreendedorismo

Artigo: Covid-19 – otimismo = empreendedorismo

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Como empreendedor, procuro me manter informado, mas de todas as notícias, apenas as que fazem sentido eu consumo, processo somente o que me ajuda a tomar decisões.

Estamos prestes a receber a primeira onda do tsunami, essa onda que é rápida, grande e em 60 segundos vai gerar danos que levará muito tempo para recuperarmos. O problema não é essa primeira onda, é o que vem depois.

As empresas (indústria e varejo) devem urgentemente começar uma ação de preservação de caixa, essa é a primeira medida e a mais urgente a ser tomada. A segunda ação, é mapear todas as despesas e cortar imediatamente o desnecessário. A terceira ação é cortar despesas fixas que possam ser beneficiadas no futuro, aqui inclui-se os impostos.

Evite ao máximo rescisões trabalhistas, tente manter seu time o máximo possível, evite dar férias, antecipar 13º salário, bônus, comissões… Segura o dinheiro em caixa, a liquidez vai cair.

Com o varejo fechado por um tempo, as lojas vão manter seus estoques, quando retomar vão precisar vender e veremos uma onda de desconto sem fim, os preços vão despencar e a retomada da indústria levará mais tempo que o varejo, pois o varejo só voltará a comprar depois que baixar seu estoque.

Para os prestadores de serviço, o cenário é um pouco diferente, as tecnologias podem contribuir e a demanda deve aumentar, assim como as ofertas, muita oportunidade irá surgir, principalmente em tudo que a internet estiver envolvido.

Empresas com pouco caixa devem ficar atentas às linhas de crédito que vão surgir dos bancos geridos pelo governo (BB e CEF), o dinheiro deve ficar escasso e caro, não faça nada que possa comprometer seu caixa.

Vamos aprender muitas lições esse ano, vamos aprender a trabalhar a distância, a ser mais colaborativo, a usar a tecnologia de forma diferente e veremos muitos negócios novos surgirem de forma disruptiva.

Vamos ver muitas empresas quebrarem também, vamos perder amigos, entes queridos e tudo isso deixará a gente mais pensativo, proativo, colaborativo.

Esse sem dúvida será o maior desafio que vou enfrentar como pessoa e empreendedor, pretendo passar por ele empreendendo e contribuindo para que a economia se restabeleça o quanto antes.

Eu decidi enfrentar, e você?

#força

 

Marcelo Salomão Guimarães é formado em administração de empresas com habilitação em análise de sistemas pela Universidade Metodista de São Paulo

Previous post

Mogi Mirim investiga um óbito pelo coronavírus

Next post

Apesar de horário reduzido, agências bancárias ainda têm filas