Home»Artigos»Artigo: Fiquem em casa

Artigo: Fiquem em casa

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Existem dois pontos de vista sobre o combate ao novo coronavírus. A do presidente Bolsonaro que pretende colocar o comércio e as indústrias em funcionamento e a do ministro da Saúde, Mandetta, favorável à quarentena. Na polêmica, o vice, Hamilton, tomou posição a favor da quarentena.

O Estadão assim noticiou essa atitude do vice: “O presidente sou eu, pô”. Foi assim que Jair Bolsonaro reagiu ao ser questionado sobre a declaração do vice, Hamilton Mourão, defendendo o isolamento (sic) durante a pandemia do novo coronavírus. (…) Menos de 24 horas após Bolsonaro fazer um pronunciamento em rede de rádio e TV pregando a reabertura de escolas comércio, Mourão afirmou que a posição do governo para combater o coronavírus continuava sendo “uma só”: a da quarentena”.

A Gazeta Guaçuana, no editorial “É preciso manter o otimismo”, no final, aconselha: “Fato é que os governos – federal, estadual e municipal – terão que encontrar uma solução de equilíbrio, um meio-termo nas medidas de isolamento. Enquanto isso é discutido e novas medidas sejam adotadas, fica a orientação: fiquem em casa”. Este conselho, felizmente, está sendo adotado pela maioria: as ruas e avenidas estão vazias!

Realmente a posição de Mandetta a favor da quarentena está prevalecendo, visto que a maioria prefere ficar em casa. Pesquisa revela que 76% da população (sic) quer manter o isolamento social em meio a pandemia. Para eles, a epidemia não é uma “uma gripezinha” ou “um resfriadinho”. É, na verdade, de vida ou morte. Precaver-se deve ser o dever de todos: fiquem em casa.

 

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

 

 

 

Previous post

Especial de Aniversário: Infância às margens da linha férrea

Next post

Primeira morte é registrada em Mogi Guaçu