Home»Artigos»Artigo: Flávio Bolsonaro e a “rachadinha”

Artigo: Flávio Bolsonaro e a “rachadinha”

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, está enrolado com a “rachadinha”, quando era deputado estadual no Rio. Ao tentar explicar o caso, ele mais se complica. É o que pensa Bruno Boghossiam. Em artigo publicado na Folha ele comenta: “O então senador eleito Flavio Bossonaro disse que o ex-auxiliar (Fabrício Queiroz) tinha uma “história bastante plausível” para justificar as movimentações suspeitas em suas contas bancárias.

Meses depois, ele passou a insistir que não tinha nada a ver com a investigação sobre o PM aposentado. Até hoje, o filho do presidente se enrola (sic) a cada vez que tentou explicar o caso. (…) Flávio deu um presente aos promotores que apuram a existência de um esquema de desvio de salários em seu gabinete na Assembleia do Rio. Em entrevista ao jornal O Globo, o senador confirmou (sic) fatos que estão sob investigação. Mas se destacou pelo que não conseguiu esclarecer. (…) Primeiro, o filho do presidente admitiu: “Pode ser que, porventura, eu tenha mandado Queiroz pagar uma conta minha”.  Flávio falara como se aquele fosse um caso isolado. Mas o Ministério Público encontrou 63 boletos (sic) quitados em dinheiro com “origem alheia ao rendimentos lícitos” do senador e de sua mulher. (…) Ele ainda tentou dizer que sacava aqueles valores e repassava ao auxiliar para bancar faturas.

Flávio poderia ajudar os promotores a encontrar os registros dessa operações. Em outubro de 2018, Queiroz pagou em espécie (sic) a mensalidades escolares das filhas do senador. (…) O filho do presidente repetiu a versão segundo a qual Qieiroz apenas recolhia parte do salário do gabinete para subcontratar militantes. Flávio afirmou que não sabia dessa prática, embora isso queira dizer que o esquema ajudou a comprar o apoio político em suas bases eleitorais.”

Em Mogi Mirim, tivemos um caso semelhante e o vereador Samuel Cavalcante (PL) foi cassado. Flávio Magalhães, na A Comarca, noticiou: “Samuel é cassado – Por 15 votos a 1, Legislativo cassa mandato de vereador após denúncias de “rachadinha”; em decisão inédita”. Será que o senador Flávio Bossonaro terá o mesmo destino? Duvido. A conferir!

 

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

Previous post

Secretário de Administração é assaltado em sua residência

Next post

Mobilidade urbana: lei é modificada e obras retomadas