Home»Artigos»Artigo: Um novo Messias?

Artigo: Um novo Messias?

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Sempre quando o país atravessa por uma situação difícil, quase irreversível como a atual, aparece alguém polêmico, diferenciado e se apresenta como uma solução para salvar literalmente a Pátria. Fernando Collor de Mello, hoje senador da República (PTB/AL), foi um destes e até chegou à presidência da República em 1989, mas como não tinha como base um partido forte e não era querido ou bem visto pelo Congresso foi impugnado, afastado por oito anos, enfim, sofreu o impeachment.

Hoje, o Brasil atravessa talvez a maior crise de sua história por conta, principalmente, do chamado Petrolão, que é considerado o maior escândalo do mundo que causou bilhões de reais em prejuízo ao país, sem falar em outros escândalos que correm paralelos a este.   E como já era esperado, apareceu um novo Messias que poderá ser candidato a presidente em 2018, com chances de se sair vencedor – e que também promete mudar tudo ou quase tudo que aí está.

Estou falando do Deputado Federal (PP/RJ) Jair Messias Bolsonaro, que nasceu em Campinas, SP, no dia 21 de março de 1955 e está no seu 7° mandato parlamentar. Sempre polêmico e cada vez mais popular e ativo, Bolsonaro tem causado uma verdadeira histeria coletiva por onde passa e leva o seu recado. Seus vídeos no Youtube sempre têm grande visualização e são muito comentados e aplaudidos pela grande maioria dos visitantes.  Sua popularidade cresce a cada dia e hoje está difícil ignorá-lo. Muito contundente, combativo e incisivo, Bolsonaro, que tem “Messias” no nome, é aclamado por multidões, que vêem nele a possibilidade de mudar este quadro terrível em que o PT colocou o país nestes 13 anos de governo ou desgoverno, cada vez mais acusado de corrupção, aliado ao comunismo e claramente lutando pela destruição da família e dos bons costumes em nosso país.

Acredito que se o deixarem ser candidato, as chances de ele vencer são grandes. Por outro lado, eu acredito que dificilmente ele conseguirá ser candidato, pois as forças contrárias, arraigadas, corruptas e unidas são fortes e poderão, sim, impedir a sua candidatura. Dizem que no amor e na guerra vale tudo. Eu incluo também a política. E ele contraria grandes interesses de coronéis da política, senhores da terra, comandantes deste navio que está afundando, interessados em ter o povo sob o seu cabresto distribuindo quirelas para os menos favorecidos e assim poderem se perpetuar no poder. Por estas e outras é que eu não acredito que o Brasil um dia vá mudar para melhor. Poderá, sim, mudar para pior. Infelizmente, esta é a nossa triste realidade. Mas eu insisto: Bolsonaro pode, sim, ser uma luz no fim do túnel.

 

Cícero Alvernaz é aposentado

Previous post

Homem morre na Santa Casa, após 20 dias internado

Next post

Chuva eleva vazão e afasta crise hídrica