Home»Cidade»Busca pela vacina aumenta nos postos

Busca pela vacina aumenta nos postos

Prioridade é imunizar quem mora ou trabalha na área rural ou viajará para áreas de risco, mas população insiste

1
Shares
Pinterest WhatsApp

O município recebeu 5 mil doses da vacina contra a febre amarela e retomou nesta sexta-feira (10) a vacinação nos postos de saúde. Mas a recomendação do Ministério da Saúde segue sendo a mesma, ou seja, priorizar a vacinação de quem mora ou trabalha na Zona Rural ou viajará para áreas de risco. No entanto, a população insiste em receber a vacina, o que tem aumentado o movimento nos postos de saúde.

As doses enviadas pela DRS (Diretoria Regional de Saúde) foram distribuídas entre as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e as UFSs (Unidades de Saúde da Família). Uma parte, ou seja, 1.500 doses foi reservada para as cinco equipes volantes que farão a vacinação na Zona Rural neste sábado (11). A partir das 7h30, uma equipe atenderá o Distrito de Martinho Prado Júnior e outra a Chácaras Alvorada. As outras três visitarão casa a casa.

Carla levou os filhos
Carla levou os filhos

No postos de saúde do Jardim Boa Vista, a enfermeira Regiane Gomes de Lima tem observado dia a dia o crescimento na procura pela vacina, mas explica a todos sobre as recomendações do Ministério da Saúde. Foi o que fez na manhã de ontem (10) para aqueles que foram em busca da vacina. Mas, mesmo não indo viajar para áreas de risco, as pessoas insistem em serem imunizadas.

Este é o caso, por exemplo, de Carla Cristina de Sá que levou os dois filhos Erick, 7, e Camile, 4, ao posto. De posse da carteira de vacinação das crianças, Regiane constatou que a pequena Camile já estava imunizada. Isto porque, segundo Regiane a recomendação para a vacinação contra a febre amarela em crianças sofreu nova orientação a partir de 2015. “Foi quando passou a imunizar aos nove meses, aos quatro anos e o reforço após 10 anos”, detalhou. Desta forma, apenas Erick teve de ser vacinado.

A mãe Wellington, 8, Elaine Pereira conta que família também não viajará para área de risco, mas achou melhor prevenir. Só que a mãe confessa que ela própria não foi imunizada. Segundo Regiane, cerca de 100 pessoas tem ido ao posto todos os dias em busca da vacina, sendo que a maioria opta pela imunização mesmo após as orientações. “As reações podem ser leves ou até mesmo levar a óbito”, observa.

 Vacinação Febre Amarela

CLIENTELA

A vacina é disponibilizada também para crianças de 9 meses a 5 anos incompletos. Quem já recebeu as duas doses está imunizado. Bebês de 6 a 9 meses incompletos só podem ser vacinados em situações de emergência epidemiológica ou viagem para áreas de risco. A vacina é contraindicada para idosos com mais de 60 anos e doentes crônicos, exceto se em condição de risco iminente após avaliação médica. A mesma restrição se aplica a pacientes com baixa imunidade e para quem tem alergia a ovo.

Vale lembrar que Mogi Guaçu não é considerada área de risco, mas área de recomendação de vacina, como as demais cidades sob a jurisdição da DRS de São João da Boa Vista. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, em janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde recebeu 8.600 doses. No entanto, devido ao noticiário sobre febre amarela a procura aumentou repentinamente e o estoque inicial se esgotou.

Previous post

Ambulância do Samu é usada irregularmente

Next post

Especialista aborda o tema em palestra gratuita na Acimg