Home»Caderno Multi»Carnaval: Brasil celebra festa mais esperada do ano

Carnaval: Brasil celebra festa mais esperada do ano

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Na teoria, o dia do Carnaval é na próxima terça-feira (25). No entanto, todos nós brasileiros já estamos cansados de saber que os dias que antecedem a data oficial entram em uma espécie de pacote para aumentar a festança que já está acontecendo em todo o país. O Carnaval, apesar de não ser feriado, já é uma das principais datas para o turismo no Brasil. Isso porque, muitos turistas de outros países são atraídos pelos desfiles, blocos, samba e a alegria do povo brasileiro.

De acordo com um levantamento preliminar da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih Nacional), em várias capitais, a quantidade de reservas de hospedagem para a festa de Momo já supera a do mesmo período do ano passado. No Nordeste, muitos hotéis já estavam com 75% da capacidade ocupada antes mesmo de a folia começar. No Rio de Janeiro o índice de ocupação deve chegar aos 90%. Os dados mostram a força da festa mais esperada do ano pelos brasileiros, superando até mesmo as festas de final de ano.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o conjunto das atividades relacionadas ao Carnaval deverão movimentar cerca de R$ 8 bilhões este ano. E no meio de uma festa tão grande não poderiam faltar os guaçuanos que também adoram o período e contam como vão curtir os dias de folia. Além disso, a Gazeta conversou com uma nutricionista para você se hidratas e se alimentar bem e não ficar de fora da festa.

DIVERSÃO

Foliões guaçuanos curtem o Carnaval em outras cidades

Os guaçuanos Odirley Nigra, 39, e Maria Eduarda Floriano, 21, são daqueles foliões que contam os dias para o Carnaval chegar. Por essa razão, a uma hora dessas eles já estão vivendo os dias de festa que vão se estender até a próxima terça-feira (25). Pelo segundo ano consecutivo, Nigra está curtindo o Carnaval no Rio de Janeiro, onde participará de blocos e eventos fechados. Além disso, ele assistirá ao desfile das escolas de samba na Sapucaí. Antes de conhecer a festa carioca, o guaçuano compartilhou que sempre ia para as cidades vizinhas, como o Circuito das Águas e Holambra. “É muito bom também, mas depois de conhecer o Carnaval do Rio de Janeiro no último ano, não o troco por nenhum outro” completou.  Com isso, a expectativa é de que a folia seja tão boa quanto foi em 2019. “Irei reencontrar amigos e nos divertiremos muito”.

Para Nigra, o Carnaval é a festa mais democrática que existe. “Reúne pessoas de todos os Estados, cores, classes sociais e diversos países, todos em busca de diversão”. E para que nenhum imprevisto aconteça e estrague a festa, o guaçuano pontuou que se preocupa em se hidratar e comprar alimentos apenas em locais credenciados. “Com uma concentração muito grande de pessoas fico atento quanto aos lugares onde comprar e consumir os alimentos”, finalizou.

A jovem Maria Eduarda também é daquelas que adora o Carnaval. “Eu sempre procuro alguma coisa para fazer, seja alugar uma chácara para ficar com a família ou amigos ou ir viajar”. Assim como Nigra, a jovem vai pela segunda vez consecutiva para o mesmo lugar, só que em Espírito Santo do Pinhal, cidade que fica a apenas 35 quilômetros de distância de Mogi Guaçu, mas que também promete muita diversão. Maria Eduarda comprou o abadá do Bloco do Gorila que se inicia hoje (22).

Segundo ela, serão quatro dias de muitas atrações, como a cantora Dani Russo, o grupo Pixote e o Dj Henrique de Ferraz. “Ano passado foi muito gostoso e este ano eu acredito que vai ser melhor ainda”. Com relação aos cuidados e preparos que costuma ter para a folia, a jovem disse que nunca foi daquelas que entram em regimes radicais para ficar em forma para o período, mas que dentro do possível passa a se alimentar melhor e se hidratar bastante. Além disso, ela relatou que procura ficar atenta com a segurança. “Eu não levo carteira e uso o celular com muito cuidado. O ideal seria não levar, mas a gente gosta de tirar foto e fazer vídeos, então redobro a minha atenção”.

SAÚDE E FOLIA

Período requer hidratação e alimentação leve

Para conseguir desfrutar de cinco dias de festa ou até mais, é preciso cuidar muito bem da saúde não é mesmo? Afinal de contas, este é o período em que o corpo mais gasta energia. Por isso, a nutricionista Imyra Ranzani Avanzi passou algumas orientações primordiais para você aguentar o ritmo do Carnaval com muita disposição e saúde.

De acordo com a profissional, o aumento da transpiração e da ingestão de bebidas alcoólicas é muito comum durante a folia. Por isso, é necessário beber muita água para manter o bom funcionamento do organismo. “O ideal são de dois a três litros por dia, variando conforme o peso e as atividades de cada pessoa”. Uma boa dica é o folião levar uma garrafinha de água para não ficar muito tempo sem se hidratar. Isso porque, quando há falta de água, alguns sinais e sintomas aparecem, como cansaço, dor de cabeça, tontura, desconforto intestinal, fraqueza, cãibras e pele e lábios ressecados. “Tudo isso acontece por falta de eletrólitos que são minerais como sódio, potássio, cloreto e bicarbonato. Sentir sede já pode ser um sinal da falta de líquido no organismo. O melhor é prevenir”, pontuou

Imyra lembrou que o consumo de água ou água de coco entre uma bebida alcoólica e outra é o ideal para a pessoa não desitradar. “Procure não beber de estômago vazio”. O consumo de frutas também é muito importante, principalmente pera, uva, melão e melancia que têm alto teor de água. As frutas são ricas em fibras, vitaminas e sais minerais”.

Além da água, a alimentação leve no Carnaval é outra dica que foi listada pela nutricionista. “Fazer refeições leves no Carnaval é essencial para manutenção da energia mental e muscular, mas a maioria das pessoas exagera na alimentação”, comentou ao reforçar que o ideal é fazer as três principais refeições: café da manhã, almoço e jantar. “Nos intervalos das refeições faça lanches também leves”.

Imyra informou que o folião deve escolher alimentos de fácil digestão. “Evite ingerir alimentos gordurosos. Além de prejudicar a digestão, eles provocam sono e podem atrapalhar quem quer aproveitar a festa. A digestão fica lenta e causa sensação de estufamento e moleza, prejudicando a mobilidade do corpo”.

Entre as opções estão uma boa salada, uma proteína de fácil digestão como ovos, peixes ou frango e uma boa fonte de carboidrato como batata doce, arroz integral e massa integral ou até mesmo um lanche de pão integral com salada e atum. “A indicação de alimentos integrais é porque eles possuem baixo índice glicêmico e tem liberação lenta de energia”.

Para evitar a ressaca

Parece ser uma missão quase impossível não exagerar na bebida alcoólica no Carnaval, não é mesmo? Porém, se isso acontecer, você vai precisar contornar a situação para curtir o resto da folia. A nutricionista explicou que para evitar a ressaca existem dois cuidados importantes, sendo que a água continua sendo a peça chave. “Beber água ao longo da noite ou sucos de frutas naturais e água de coco, pois possuem minerais e frutose para uma melhor hidratação e não permanecer em jejum”.

Com isso, Imyra enfatizou que é importante se alimentar antes de beber, já que beber em jejum pode causar desconforto, enjoo, tontura, entre outros sintomas e situações desagradáveis como náuseas, vômitos e dores de cabeça.

 

Receitas de sucos para dar energia antes da folia

*Beterraba, laranja, água de coco, morango ou suco de uva, açaí, limão e banana

*Suco de uva (100 ml) dois paus de canela e 1/2 litro de água

*Água com rodelas de gengibre, pau de canela e rodelas de laranja

 

Para hidratar e garantir sais minerais

*Água de coco, hortelã, couve e maçã

 

ATENÇÃO

Dicas para os dias de folia em segurança

Não importa o lugar, todo folião precisa evitar algumas atitudes que podem gerar confusão e estragar a alegria do Carnaval, seja numa festa de rua ou em um clube. Por isso, o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, capitão Eduardo Jorge Marques, ressaltou algumas dicas de segurança essenciais para o período que, infelizmente, também é propício para os ladrões. Isso porque, muitos deles aproveitam as multidões para cometerem pequenos furtos, como de celulares, carteiras e bolsas.

A primeira orientação do capitão da PM diz respeito à utilização de objetos de valor, como celular, joias e relógios. “Use só se for muito necessário. Caso contrário, redobre a atenção, assim você não será uma vítima potencial”. Para se ter uma ideia, números dos Carnavais de Salvador e do Rio de Janeiro mostram que no ano passado as duas capitais registraram de 1.000 a 1.500 Boletins de Ocorrência por perda de documentos, o que gera muitos transtornos quando a festa acaba. Já na Capital Paulista, destino também muito procurado para pular Carnaval, a Polícia Civil registrou 6 mil furtos de aparelhos de celular. Os dados confirmam a importância de se estar atento.

Segundo o capitão Marques, evitar andar sozinho também contribui e muito para a segurança durante a folia. “Prefira estar sempre acompanhado de pessoas conhecidas e de confiança”. Atitudes hostis como empurrões e esbarrões, infelizmente, também são comuns no Carnaval. Neste caso, o indicado é evitar ou ficar longe dessas práticas que podem acabar em confusão e brigas generalizadas. “Ao perceber pessoas com atitudes suspeitas se afaste, vá para um local seguro e acione a Polícia Militar através do número 190”, enfatizou o capitão que ainda lembrou que é preciso evitar o excesso de bebidas alcoólicas ou qualquer outro tipo de substância psicoativa. “Nunca dirija após o consumo de tais substâncias”.

 

 

 

 

 

 

Previous post

Artigo: Bolsonaro – Governo frágil

Next post

Vereadores são procurados durante sessão da Câmara