Home»Destaque na Home»Curtas: Roubo, violência doméstica e atropelamento

Curtas: Roubo, violência doméstica e atropelamento

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Roubo

Na noite do último domingo (8), uma família viveu momentos de horror ao ser rendida por quatro criminosos armados dentro de casa, na Avenida Emília Marchi Martini, no Jardim Zaniboni II. Os assaltantes tiveram acesso à residência ao renderem uma das vítimas no momento em que ela chegava na residência. Dentro do imóvel, os demais integrantes da família também foram rendidos e ficaram presos até que os criminosos foram embora levando cerca de R$ 15 mil, além de joias e uma VW/Saveiro. Após o crime, os reféns chamaram a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal. Já na madrugada desta segunda-feira (9), o carro roubado da família foi encontrado atolado no bairro Pantanal, próximo a Estiva Gerbi. Em seguida, dois criminosos foram avistados e perseguidos, também em Estiva Gerbi. Eles estavam em uma moto, sendo que o condutor perdeu o controle e se chocou contra um barranco. Um deles conseguiu fugir, enquanto outro foi preso, tendo em sua posse as joias levadas da família que compareceu à Central de Polícia Judiciária (CPJ) e reconheceu ele como sendo um dos assaltantes.

 Violência doméstica

Na noite do último sábado (7), uma jovem, de 20 anos, foi agredida pelo namorado, no Jardim Pantanal. Ela relatou a Polícia Militar que o companheiro, um pedreiro, de 21 anos, deu tapas em seu rosto, puxou seu cabelo e jogou a moto em cima dela, o que ocasionou queimaduras em uma de suas pernas. Em seguida, o agressor ainda tentou enforcar a vítima com as próprias mãos. No local, a PM encontrou o acusado que negou a versão da namorada dizendo que tinha apenas danificado sua motocicleta. Ambas as partes foram conduzidas à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde o agressor ficou detido à disposição da Justiça, já que o delegado de plantão o prendeu em flagrante, enquanto a vítima foi conduzida a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Novo II para exames médicos. No dia seguinte, na noite do último domingo (8), um ajudante, de 27 anos, também foi preso em flagrante enquadrado no crime Maria da Penha, no Jardim Zaniboni. A vítima, uma dona de casa, de 41 anos, contou que o ex-companheiro apareceu em sua residência, na Avenida Suécia, totalmente desiquilibrado e querendo entrar em sua casa. Com isso, ele danificou o portão com chutes e socos. Ao acessar o quintal, ele deu um soco em uma janela, o que provocou cortes em sua mão. Em seguida, dentro da residência, ele jogou vários objetos no chão como a televisão e sujou os cômodos com seu sangue. Além disso, a vítima contou que recebeu socos nas costas e no peito, além de ameaças de morte. O ajudante foi preso em flagrante e também ficou à disposição da Justiça para passar por audiência de custódia, onde o Juiz é quem determina ou não a prisão.

Atropelamento

Na noite do último sábado (7), um menino, de oito anos, foi atropelado na Avenida Emília Marchi Martini, no Jardim Suécia II. De acordo com o Boletim de Ocorrência da PM, a criança estava na calçada quando um carro no modelo gol quadrado invadiu o espaço e passou por cima do pé dele. O condutor do veículo fugiu logo em seguida sem prestar socorro. Populares socorreram a vítima até a Santa Casa, onde permanece internada fora de risco.

 

Previous post

Moradores e voluntários revitalizam a Praça das Crianças

Next post

HM licita compra de itens para UPA do Jardim Santa Marta