Home»Cidade»Dengue avança com o registro de 224 casos

Dengue avança com o registro de 224 casos

Bairros da Zona Sul passaram por nebulização nesta semana por conta do número de casos

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O mais recente relatório da VE (Vigilância Epidemiológica) da Secretaria Municipal de Saúde mostra que os casos de dengue não param de subir e chegaram a 224 confirmações, sendo que ainda há 99 pacientes no aguardo do resultado de exames. O número de notificações já chega a 626, sendo 303 com resultados negativos. Os dados foram divulgados quinta-feira (20) pela assessoria de imprensa da Prefeitura.

O Jardim Guaçu Mirim continua sendo o bairro com maior número de casos, com 53 confirmações da doença. Martinho Prado Júnior e o Centro de Saúde são outros pontos afetados pelo mosquito com, respectivamente, 23 e 20 casos confirmados. Os dados mostram que Mogi Mirim lidera a lista de casos importados. Dos 16 casos confirmados, 14 pessoas contraíram a dengue na cidade. São 56 notificações vindas do município vizinho até agora. Existem outros dois casos positivos de Conchal.

O município realizou no último sábado (15) a primeira ação da Campanha “Dengue Não”, no Jardim Munhoz, que deve ser desenvolvida também em outras regiões. A finalidade é envolver os moradores na ação e, desta forma, manter o bairro livre do despejo de entulho em áreas verdes e terrenos baldios. O trabalho foi inspirado em ação realizada no Jardim Hermínio Bueno, através de iniciativa dos próprios moradores.

Esta semana, a VE realizou nebulização em partes do Jardim Guaçu Mirim, Jardim Cristina, Condomínios Araucária, Colina Verde e Bosque. A escolha dos locais não foi por acaso, pois são barros que fazem divisa com Mogi Mirim e onde há maior número de casos.

 

Mogi

Mogi Mirim registra 480 casos positivos de dengue, segundo o balanço semanal divulgado na quinta-feira (20) pela Vigilância em Saúde, 133 a mais em relação ao balanço do último dia 13. São 1.934 notificações, e a continuidade da Zona Norte como a região com o maior número de casos no ano: 326.

Neste sábado (22), junto ao cortejo de Carnaval, a partir das 10h, na Praça Rui Barbosa, a Secretaria de Saúde vai alertar a população contra a proliferação de criadouros e a necessidade de evitar o acúmulo de água parada e sujeira, cenários ideais para o mosquito Aedes aegypti. Um grupo de servidores municipais virá logo atrás do cortejo de Carnaval, em uma espécie de encenação. Um deles, vestido de Aedes, será “perseguido”, pelos demais companheiros, em cena que alerta para a busca e eliminação do mosquito.

Os servidores também irão carregar sacos de lixo e alertar para a necessidade de depositar materiais, como latas e garrafas, no lixo, e não nas ruas, sobretudo em dias de Carnaval, onde a presença da população nas ruas e maciça. (CHSM com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Mogi Mirim)

Previous post

Vereadores são procurados durante sessão da Câmara

Next post

Cerâmica Clube terá três noites e duas matinês no “Carnaval Folia”