Home»Caderno Multi»Dona de academia volta com tudo e está otimista

Dona de academia volta com tudo e está otimista

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Aparelhos distanciados, álcool em gel disponível em vários pontos da sala, utilização de álcool 70% em líquido para higienização dos aparelhos antes e depois do uso, dedetização feita por empresa especializada, atendimento com hora marcada para evitar aglomeração e o uso obrigatório da máscara durante a prática dos exercícios físicos. Estas são as adequações feitas na Feminina, academia para mulheres, que fica na Vila Paraíso.

De acordo com a proprietária e também professora Gláucia Fernandes de Carvalho, as atividades foram retomadas no início de agosto, assim que a reabertura das academias foi autorizada em decreto municipal. “Eu já estava com todas as medidas necessárias preparadas, apenas aguardando ansiosamente a autorização para voltar”, pontuou Gláucia. Agora, o momento é de pegar firme no trabalho para recuperar o tempo perdido e ganhar mais uma vez a confiança das alunas. Na academia de Gláucia, até o momento, ou seja, menos de um mês depois do retorno, 40% das alunas voltaram a treinar, enquanto que a maioria ainda escolheu esperar mais um pouco para frequentar o local devido ao receio gerado pelo novo coronavírus.

Porém, Gláucia garante que o retorno aos treinos presenciais é seguro. “Se a gente seguir todos os protocolos, como já estamos fazendo, é mais do que seguro voltar”, reiterou a proprietária que também relatou que a maioria das alunas que voltaram estão compartilhando com ela que não estavam mais aguentando ficar em casa, pois a interrupção das atividades estava resultando em efeitos psicológicos negativos. Motivo pelo qual ela enfatizou que o exercício físico é, sim, essencial na vida das pessoas, já que aumenta a imunidade, deixando o organismo mais resistente ao vírus. “Muita gente estava ficando depressiva e com dores no corpo”, completou Gláucia.

Fora isso, a proprietária da academia disse que ainda está na expectativa de ver mais alunas retornando aos treinos porque depois de meses parada, ela precisa reparar os prejuízos que teve com as contas que não pararam de chegar.  “Eu sei que ainda tem gente com medo, mas nós estamos 100% seguros com todos os protocolos e mesmo em meio à crise é importante retomar a vida”, frisou Gláucia.

 

Funcionamento deve respeitar regras do decreto

De acordo com o decreto municipal, as academias de esporte de todas as modalidades, os centros de ginásticas e similares podem funcionar de segunda a sexta-feira das 06h00 às 10h00 e das 17h00 às 21h00. Já aos sábados, o horário de funcionamento é das 7h00 às 13h00, exceto para aquelas academias que se encontram instaladas em shopping center.

Além do horário, outras normas são:

  • Atender com capacidade 30% limitada
  • Ter agendamento prévio com hora marcada
  • Aulas apenas individuais
  • Adoção de protocolo geral como distanciamento social, uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool em gel, entre outros.

 

Previous post

Covi-19: Saúde encerra semana com total de 68 óbitos

Next post

Artigo: O prego, a tábua e a saudade