Home»Editorial»Editorial: Aniversário em quarentena

Editorial: Aniversário em quarentena

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O 9 de abril de 2020 entrará para a história de Mogi Guaçu como sendo uma época em que o mundo vivia uma pandemia do coronavírus. Infelizmente, os 143 anos de Mogi Guaçu não estão sendo comemorados por conta desta triste realidade. O município, assim como outros quase 2.000, decretaram situação de calamidade ou emergência em saúde pública e diversas medidas estão sendo tomadas para o enfrentamento da doença. A maioria elaborou o Plano Municipal de Contingência do coronavírus, ferramenta imprescindível para identificação do nível de resposta, estrutura, organização de serviços, bem como planejamento e definição das ações coordenadas, integradas e monitoradas proporcionalmente ao risco.

A pandemia do novo coronavírus afetou diretamente a programação de aniversário de Mogi Guaçu, uma vez que decretos estadual e municipal impedem a realização de eventos e aglomeração de pessoas. Por conta disso, toda a agenda programada para o 9 de abril foi cancelada ainda no início do primeiro período da quarentena. A mudança de comportamento foi necessária frente ao avanço da doença pelo mundo.

A pandemia traz o pior e o melhor da sociedade. Desde a falta de escrúpulos de quem usa tal situação politicamente e aqueles que, ignorando os cientistas, colocam uma população em risco em nome de um egoísmo que flerta com o crime. A solidariedade deve ser mais contagiosa que o vírus. E são histórias positivas que poderão ser contadas para as gerações futuras. Que houve união para o enfrentamento do Covid-19.

Há 36 anos, a Gazeta, que também faz aniversário hoje, conta as histórias de Mogi Guaçu, cumprindo seu papel de levar informação de qualidade à população, e, neste 9 de abril, não poderia deixar de entregar aos seus leitores um Caderno Especial de Aniversário. São histórias de guaçuanos que contribuíram com o desenvolvimento de Mogi Guaçu. São momentos que estão eternizados nas lembranças e no coração de cada um. São histórias que nos acalentam nesse momento de medo e de incertezas. Mas com a convicção de que tudo isso irá passar, para que daqui a muitos anos esse fato possa ser lembrado, mas tendo como resultado um município forte com seus moradores unidos.

A quarentena foi prorrogada e ninguém sabe como será daqui duas semanas, mas esse ‘exílio’ não pode ser desperdiçado. Trata-se de uma oportunidade única para a sociedade, fechada, olhar para si mesma e se examinar. Temos como construir uma geração fincada na responsabilidade social? A Organização Mundial da Saúde- OMS- garante que há como vencer o vírus. Mas ele deixará como legado uma necessidade real de repensar nossa existência. Que tal começarmos pela leitura do Caderno Especial de Aniversário e lembrar do legado que foi deixado? Boa leitura!

 

Previous post

Especial de Aniversário: Região central como cenário de uma vida

Next post

Prefeitura decreta medidas adicionais para conter aglomerações