Home»Editorial»Editorial: Conscientização é fundamental

Editorial: Conscientização é fundamental

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A pandemia do novo coronavírus fez com que o Governo Federal, Estados e Municípios anunciassem diversas medidas para tentar conter a transmissão da doença no país. Isso afeta escolas e universidades, transporte público, serviços de saúde, comércio, órgãos público e eventos. As exceções são supermercados, padarias, feiras livres, farmácias, postos e gasolina, lojas de conveniência, lojas de produtos de animais que podem abrir as portas normalmente. Restaurantes e outros setores poderão usar o serviço de entrega para continuar atendendo seus clientes.

O fechamento do comércio foi uma determinação em conjunto dos prefeitos de Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi e começa a valer a partir da próxima segunda-feira (23). Os centros comerciais maiores já estarão fechados a partir deste sábado (21) e todos seguem determinações dos municípios que têm definido novas medidas para conter a disseminação do Codiv-19. Por mais que as incertezas econômicas sejam uma sombra neste momento, não espera-se outra decisão por parte dos prefeitos, uma vez que a mesma medida já estava sendo tomada pela maioria das cidades brasileiras.

A única maneira de os municípios não sofrerem um colapso no sistema de saúde é evitar justamente o aumento do contágio e, por isso, as informações de prevenção estão sendo divulgadas exaustivamente pelo Poder Público e órgãos de imprensa de todo o mundo. Os relatos de quem vive em países endêmicos são assustadores e demostram que a área da Saúde de nenhum país tem suporte para realizar esse tipo de atendimento. E é justamente essa a principal preocupação dos municípios. Como oferecer vagas em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) se elas já são escassas?

Aos municípios cabem preparar-se e dar condições de atendimento aos pacientes que procurarem pelo serviço público e à população fazer a sua parte para tentar evitar que a doença se alastre e possa causar mais mortes. Com medidas simples, como fazer a higienização constante das mãos e evitar aglomeração é possível colaborar no sentido de evitar que o vírus se espalhe ainda mais pelo planeta.

Nesta edição foram detalhadas todas as medidas tomadas ao longo da semana pela Prefeitura de Mogi Guaçu e que são basicamente iguais aos dos municípios vizinhos e isso é importante porque mostra união e mesma direção por parte das autoridades municipais. Algumas medidas desagradam e causam incertezas, mas são necessárias nesse momento de risco. É hora de deixar de lado o contato físico, mas colocar em prática alguns comportamentos, por vezes esquecidos: a união, a compaixão e a empatia.

Não é momento para pânico nem para esvaziar as prateleiras dos supermercados, hipermercados e mercados. Mas de conscientização. O tamanho da pandemia que está por vir dependerá do ato de cada um de nós.

Previous post

Decreto municipal libera apenas barracas de hortifrutigranjeiros

Next post

Antigripal: fila nos postos para vacinar idosos