Home»Cidade»Educação segue regras para afastar funcionários com Covid-19

Educação segue regras para afastar funcionários com Covid-19

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Diante de queixas apresentadas pela Gazeta, após relato de funcionários preocupados com colegas de trabalho com sintomas do novo coronavírus, a Secretaria Municipal de Educação atenta que segue as regras estabelecidas por decreto municipal, no caso de manter a equipe administrativa em trabalho, e da Visa (Vigilância Sanitária) no caso de suspeitas de contaminação.

De acordo com o relatado por uma funcionária, houve caso de uma colega trabalhar doente por alguns dias e obter afastamento só depois de ir ao médico. A queixa é de que os demais servidores não foram afastados do trabalho por 14 dias ou passaram por teste para detectar a contaminação. A situação tem gerado medo nas equipes das escolas da rede municipal.

O supervisor de ensino da Secretaria Municipal de Educação, Paulo Paliari, alega que tem surgido muitas dúvidas de funcionários que mantiveram contato com alguém que teve a doença ou que afirmam terem apresentado anticorpos do vírus em exame realizado por conta própria. “Para cada caso que chega a nós há um parecer diferente, mas sempre com base nos critérios das autoridades da Secretaria Municipal de Saúde e da Visa (Vigilância Sanitária)”, pontua.

Segundo Paulo, no caso da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Waldomiro Calmazini”, no Jardim Almira, duas funcionárias não se sentiram bem, passaram pelo médico e foram afastadas de suas funções, mas não fizeram teste para Covid-19. Ele atenta que em nenhuma escola houve necessidade de afastamento da equipe ou fechamento da unidade por conta de casos do novo coronavírus.

Questionado sobre a permanência de profissionais na escola, apesar de não haver aulas, Paliari justificou que segue às determinações do decreto municipal, sendo que a equipe administrativa cumpre a carga horária prevista em lei.

Previous post

Caso Isis: caso volta à tona com nova acusação

Next post

PM de Mogi apreende 1,5 tonelada de maconha