Home»Cidade»Dengue:Guaçu e Mogi somam mais de 1,8 mil casos

Dengue:Guaçu e Mogi somam mais de 1,8 mil casos

A ação de bloqueio é aquela realizada nas quadras ao entorno da residência em que há caso confirmado de dengue.

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A dengue não dá trégua e os moradores precisam reforçar os cuidados de prevenção da doença que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Mogi Guaçu soma 652 casos, enquanto Mogi Mirim tem outros 1.183. Ou seja, juntas as cidades totalizam 1.835 casos positivos, segundo levantamento realizado no final da última semana.

O isolamento social não tem revertido em cuidados na manutenção de quintais livres de objetos que acumulem água. Com isto, objetos com larvas seguem sendo encontrados nas residências durante as ações de bloqueio realizadas pela equipe do Pecd (Programa de Epidemiologia e Controle de Doenças) da Secretaria Municipal de Saúde. O trabalho de visita casa a casa está suspenso por conta da pandemia do novo coronavírus.

A ação de bloqueio é aquela realizada nas quadras ao entorno da residência em que há caso confirmado de dengue. “Pedimos que os moradores recebam os agentes e mantenham a distância de um metro por conta do novo coronavírus”, pontua a bióloga do Pecd, Cristiana Folcheti Montero Ferraz. Ela atenta que segue sendo encontradas larvas e lembra que os cuidados são aqueles já conhecidos: manter os quintais livres de objetos que acumulem água, por exemplo, pneus, garrafas e pratos sob os vasos de plantas. É importante ainda checar ralos, os recipientes atrás das geladeiras e os banheiros com pouco uso (vaso sanitário e ralos).

 

NÚMEROS

Os números referentes à dengue são divulgados semanalmente. De acordo com o balanço mais recente da VE (Vigilância Epidemiológica), f oram feitas 2.001 notificações, com 652 casos confirmados, 158 pessoas ainda aguardando resultados e 1.191 casos negativos.

Em Mogi Mirim, os dados também são semanais e a Vigilância em Saúde aponta que a cidade registrou 1.183 casos positivos de dengue. O balanço mostra ainda um aumento no número de notificações, de 3.706 para 4.005.

 

 

SINTOMAS

O morador que apresentar sintomas como febre, dores musculares, dor no fundo dos olhos e manchas vermelhas ao longo do corpo deve procurar imediatamente o posto de saúde mais perto de sua residência para realizar o exame de sangue.

 

 

 

 

 

 

Previous post

GAZETA GUAÇUANA, 31 de março de 2020

Next post

Coronavírus: Mogi Guaçu registra segunda morte suspeita