Home»Cidade»Idosos institucionalizados farão teste rápido a partir de 2ª feira

Idosos institucionalizados farão teste rápido a partir de 2ª feira

Idosos atendidos pelas unidades do Lar Padre Longino foram incluídos na listagem

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Todos os 142 idosos das cinco instituições guaçuanas, sendo três particulares, farão testes para o novo coronavírus. O trabalho será iniciado segunda-feira (18) e possibilitado pela entrega ao município de 3.100 mil testes pelo Ministério da Saúde. Os 96 profissionais que trabalham nestas instituições também farão o teste.

A testagem abrange, portanto, os idosos das unidades I e II do Lar Padre Longino e outras três instituições particulares. O levantamento do número de idosos assistidos e dos funcionários que trabalham nestas instituições foi realizado pela Visa (Vigilância Sanitária).

A coordenadora do órgão, Vivian Delalibera Souza Custódio, explicou que a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou uma enfermeira para esta tarefa, sendo elaborado cronograma que será realizado ao longo da semana. Ela esclareceu que, independentemente da realização dos testes, a Visa mantém contato semanal com os responsáveis pelas instituições para acompanhar o estado de saúde de todos.

Vivian relatou que a Sociedade Brasileira de Geriatria havia divulgado nota antes mesmo do início da quarentena sobre os cuidados com higiene, visitação e funcionários. “Orientaram a não admitir novos idosos neste período”, exemplificou. Foi quando, desde então, a Visa começou a estabelecer este contato com as instituições. Estas recomendações foram reforçadas pela Anvisa.

COMO FUNCIONA

O teste rápido de anticorpos para o novo coronavírus pode ser usado como apoio para a avaliação do estado imunológico de pacientes que apresentem sintomas da Covid-19. Esse tipo de exame aponta se a pessoa teve ou não contato com o vírus. Quando uma pessoa entra em contato com o vírus, o organismo inicia a produção de anticorpos como um mecanismo de defesa. No entanto, é preciso aguardar alguns dias até que a quantidade desses anticorpos seja detectável em um teste.

De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), os testes rápidos são de fácil execução e não necessitam de outros equipamentos de apoio. O exame é feito com o uso de amostras de sangue, soro ou plasma. Para concluir se o caso é ou não de Covid-19, os resultados dos testes rápidos devem ser interpretados por um profissional de saúde.

Previous post

Liberada barracas de pastel apenas para venda delivery

Next post

Município tem 2.250 famílias cadastradas na Tarifa Social