Home»Destaque na Home»Ladrão leva carro com criança dentro

Ladrão leva carro com criança dentro

Menina de apenas dois anos dormia no banco traseiro, quando o ladrão levou o veículo ao usar uma chave mixa

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O casal João Ricardo Cardoso de Lima, 22, e Sarah Marangoni, 24, viveram momentos de pânico no final da tarde da última quinta-feira (13), no Jardim Murilo. Isso porque, o carro deles, um Fiat/Uno cinza, onde a filha de apenas dois anos estava dormindo no banco traseiro, foi furtado com a criança dentro por Jonathan Aparecido da Silva, 30, que acabou sendo preso após uma perseguição. O crime aconteceu por volta das 17h30 na Rua Rita Aparecida Rodrigues, no momento em que o casal estava vendo uma casa para alugar.

De acordo o pai da criança, apenas ele entrou no imóvel, enquanto sua esposa ficou em pé na calçada e na frente do veículo que estava trancado e tinha em seu banco traseiro a filha dormindo. “Eu ia fechar o portão da casa para testar o interfone quando minha esposa pediu para eu esperar um pouco”. Isso porque, neste momento, Sarah contou que já desconfiou do ladrão que passou na sua frente. “Ele passou muito devagar por nós”. Logo em seguida, o criminoso sumiu da vista do casal que voltou para testar o interfone, sendo que, desta vez, Sarah também ficou para o lado de dentro do imóvel.

“O interfone não funcionou e nós ficamos trancados para dentro até pegar a chave”, lembrou Lima. Foi neste pequeno intervalo de tempo que Jonathan Aparecido da Silva voltou, entrou no carro da família e usando uma chave micha levou o veículo junto com a menina de dois anos. “A gente saiu correndo atrás dele gritando que minha filha estava lá”, disse o pai.

Um motociclista que passava por uma das ruas em que o pai da criança correu percebeu que algo estava acontecendo e ofereceu ajuda. Com isso, Lima montou na garupa da moto e os dois passaram a perseguir o ladrão que não parava mesmo ouvindo os gritos que alertavam que a criança estava no banco de trás. A perseguição só terminou na Rua José de Paula, no Centro da cidade, onde o criminoso viu que não seria mais possível fugir. Ele jogou o carro na calçada, desceu e tentou fugir a pé. No entanto, foi alcançado e abordado pelo pai da criança e o motociclista que o ajudou. Uma viatura da Polícia Militar passava pelo local no momento e foi chamada. Com isso, Jonathan Aparecido da Silva, que já estava imobilizado, foi detido pelos policiais militares que o levaram até a Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde ele confessou ser um furtador de carros, tanto que nos últimos meses teria levado cerca de 10 veículos, sendo a maioria deles Uno e Gol.

O acusado contou que levava os carros até um desmanche na cidade de Conchal e que recebia R$ 400 por cada automóvel. Com ele, foram apreendidas 10 chaves michas e um cartão de desmanche de Conchal. Silva foi autuado em flagrante pelo delegado de plantão Richard Alain Lolli pelo crime de furto qualificado e, na próxima terça-feira (18), será transferido da UDTE (Unidade de Detenção, Triagem e Encaminhamento) de Itapira para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Americana. A criança de dois anos não sofreu nenhum tipo de ferimento, além do susto que passou.

DESESPERO

Pais de menina relatam drama e alívio

Os pais da menina de dois anos que foi levada dentro do carro da família pelo criminoso nunca mais vão esquecer dos momentos de desespero que viveram na última quinta-feira (13). Na delegacia, momentos após recuperarem a filha, o casal falou com à Gazeta sobre o ocorrido.

Ainda abalada, Sarah contou que ficou sem chão. “Eu fiquei perdida, não consigo nem descrever o que senti”. Já o pai, João Ricardo, disse que ainda não tinha conseguido assimilar o que havia acontecido. “Eu sinto alívio e raiva ao mesmo tempo. Minha ficha ainda não caiu”.

O casal acredita que, desde o momento em que pensou em furtar o carro, o ladrão já havia visto que no banco traseiro tinha uma criança dormindo. No entanto, ele não se intimidou e, mesmo assim, cometeu o crime. “O tempo todo eu gritava para ele que minha filha estava lá dentro e ele não parava”, completou o pai que também informou que a filha estava chorando muito com tudo o que estava presenciando. “Ela estava desesperada”, enfatizou. Pai e mãe afirmaram que tudo aconteceu muito rápido. “Foi questão de minutos e quando vimos ele estava levando o carro”.

Com a experiência negativa que tiveram, o casal deixou um alerta a todos os pais. “Tirem seus filhos do carro sempre. Não importa se for ruim para eles por estarem dormindo”, alertou João Ricardo. Já a mãe Sarah disse que a lição que fica é essa: de sempre descer a filha do veículo. “Nem que seja apenas para tocar uma campainha ou bater em um portão. O que eu vivi poderia ter acabado de forma trágica. Eu fiquei com medo do pior acontecer”, finalizou.

Previous post

Mogi soma 347 casos de dengue e organiza mutirão

Next post

Dengue avança e risco de epidemia é real