Home»Caderno C»Leitura: as preferências na Biblioteca Municipal

Leitura: as preferências na Biblioteca Municipal

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Por Igor Rodrigues

Na Biblioteca Municipal “João XXIII”, em Mogi Guaçu, os amantes pelos livros ganham refúgio e ainda contribuem com o aumento do número de títulos emprestados, principalmente no período das férias. O movimento maior durante o recesso escolar é sinal de que os jovens procuram o espaço com mais frequência e isso reflete diretamente nos títulos e autores buscados.

A bibliotecária Regina Célia Paulino Gordim da Silva conta que escritoras como Jojo Moyes, autora de “Som do Amor”, e Jenny Han de “Para todos garotos que amei” se destacam entre o público adolescente. Outros autores como Kristin Hannah, que escreveu “Lago Místico”, e Harlan Coben que assina a obra “Confie em mim” se destacam não somente nestes títulos, mas em todas suas obras que a biblioteca tem em seu acervo.

No ano de 2019 os destaques foram dois livros destinados aos adultos. O livro “O poder do hábito: por que fazemos o que fazemos na vida e nos negócios”, do autor Charles Duhigg, foi o campeão de empréstimos seguido por um brasileiro, o padre Jonas Abib com a obra “Homem e mulher em sintonia”, que foi o segundo mais retirado para leitura.

Autores brasileiros aparecem na lista de procurados: “Sagarana” de Guimarães Rosa e Machado de Assis com “Quinca borba” também aparecem na lista de mais retirados no último ano. Nos primeiros dias de 2020 o comunicador Jô Soares é o representante brasileiro desta lista. “O livro do Jô- uma autobiografia desautorizada” aparece nas buscas dos leitores no espaço.

Se há leitura para jovens e para adultos, o período de férias também carrega o incentivo à leitura para crianças. O voluntário João Carlos Ribeiro da Silva tem realizado desde novembro contações de histórias para crianças no espaço infantil da biblioteca contando histórias desde novembro uma vez por semana, mas a demanda cresceu tanto nas férias que foi necessário abrir mais um dia na agenda. “Eu fazia a leitura de um livro nas terças, agora, são dois livros por dia, de terça e quinta”, conta João. Quem quiser acompanharas a contação de histórias no espaço Infantil poderá procurar o local as terças e quintas às 13:30h.

 

Novos sócios

Também houve aumento no número de sócios. Foram 994 novos sócios no ano passado. Segundo Regina a procura neste ano também é grande. “Fazemos quatro novos cadastros todos os dias, e tem dias que chegamos fazer oito”, conta.

Quem quiser associar-se a biblioteca para retirada de livros deverá levar um comprovante de endereço e um documento com foto. Crianças e adolescentes devem estar acompanhados por um adulto responsável.

A Biblioteca Municipal “João XXIII” conta com 5.137 sócios e 39.290 livros para empréstimo.

Previous post

Após reclamações, Saama inicia limpeza

Next post

Ceresc e Campano terão aulas de natação gratuitas