Home»Cidade»Martinho Prado: obra de passagem só após julho

Martinho Prado: obra de passagem só após julho

A Secretaria de Obras e Viação ainda aguarda o início da licitação para a construção da nova travessia na vicinal

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A SOV (Secretaria de Obras e Viação) já encaminhou para o setor de licitação toda a documentação referente à construção de travessia na Estrada Vicinal Governador Almino Afonso, no Distrito de Martinho Prado Júnior.

O plano era fazer a obra por contratação emergencial, o que abreviaria e muito o trâmite. Mas o procedimento não foi aprovado por questões legais pelo departamento jurídico da Prefeitura. O trâmite licitatório levará 60 dias, no mínimo. Com isto, a construção não deve ser iniciada antes do mês de julho. A obra está orçada em cerca de 500 mil.

A travessia que liga Mogi Guaçu ao distrito de Martinho Prado caiu há dois meses depois de uma forte chuva. Desde então, a SOV abriu um atalho para encurtar o trajeto. Mas a estrada de terra tem sido alvo de queixas por conta da poeira e há ainda quem reclame da falta de manutenção.

“Aquele atalho, entrando no pesqueiro, tem aproximadamente quatro quilômetros é estrada de terra. O único problema é a poeira e o pessoal constantemente tem levado caminhão-pipa para aguar o local. É obvio que não é o ideal. O ideal seria pavimentado”, comentou o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli.

Quanto à manutenção do atalho, ele explicou que o distrito dispõe de duas máquinas que podem fazer este serviço de manutenção, caso seja necessário. Mas, lembrou que é uma alternativa porque quem quiser tem a opção de seguir por Conchal. “É só falar com o pessoal de Martinho Prado porque estão lá os equipamentos”, reforçou.

Previous post

Editorial: Ruídos e sem som

Next post

Dengue: Mogi Guaçu está em estado de alerta