Home»Cidade»Mobilidade: Começa levantamento topográfico nas vias

Mobilidade: Começa levantamento topográfico nas vias

Contrato de autorização para início das obras foi assinado na segunda-feira (6); investimento é de R$ 29 milhões

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Quem passa pela Avenida Brasil observa equipe fazendo o levantamento topográfico da área. O mesmo trabalho, segundo o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, está sendo realizado nas Avenidas dos Trabalhadores e Alíbio Caveanha. As três vias constam do projeto de Mobilidade Urbana, cuja ordem de serviço para o início das obras foi assinado na segunda-feira (6), na sala de vídeo “Célia Maria Stábile”, no Centro Cultural.

O investimento total supera R$ 50 milhões, incluindo os serviços de saneamento do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto). As obras serão executadas com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal. Na cerimônia de assinatura, o prefeito Walter Caveanha (PTB) assinou as autorizações junto aos representantes da CEF e das construtoras Simoso e JSA Engenharia que estarão à frente das obras. Secretários e vereadores acompanharam o ato.

O município obteve R$ 29 milhões para investimentos. Deste total, R$ 12 milhões serão usados na Avenida Brasil, que será completamente duplicada, na Avenida dos Trabalhadores que será recapeada em dois trechos e receberá além de ciclovia, nova iluminação em LED, paradas de ônibus e nova sinalização, e Avenida Alíbio Caveanha que terá a primeira fase de sua construção concluída. Esta etapa inclui também a construção de duas pontes, sendo uma delas ao lado da ponte de ferro (sentido bairro/centro) e outra na Avenida Brasil, exatamente em decorrência da duplicação.

Vale observar que o recurso aprovado pelo Ministério das Cidades é destinado exclusivamente para obras viárias, ou seja, não pode ter outra destinação que não seja para a execução de projetos para a mobilidade urbana. (Colaborou Roberta Lopes)

Previous post

Patriota mira eleições municipais de outubro

Next post

Artigo: Bolsonaro: Falta de decoro