Home»Cidade»Mobilidade Urbana: árvores são cortadas para início de obra

Mobilidade Urbana: árvores são cortadas para início de obra

Na Avenida Brasil, nova sondagem aponta troca de solo além do previsto em projeto; situação será discutida

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Nova sondagem de solo realizada na Avenida Brasil, trecho que receberá a nova pista, aponta necessidade de troco de solo em proporção além da prevista em projeto. O assunto será abordado em reunião entre a Administração Municipal e a Caixa Econômica Federal. Isto porque, a obra faz parte do convênio de R$ 29 milhões obtidos em empréstimo.

Segundo o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, à medida que as obras foram avançando no trecho, constatou-se a movimentação do solo. Ele analisa que esta condição é resultado do aterro feito na área. “Foi aterrado com lixo”, disse pontuando que esta condição não é observada quando o aterro é feito adequadamente.

Diante desta instabilidade do solo, Franceli adianta que terá de fazer procedimento semelhante ao feito na Avenida Nico Lanzi. A técnica da troca de solo é empregada quando a consistência original do terreno não é boa e firme o suficiente para resistir às futuras cargas. Questionado se o procedimento implicará em novo custo, Franceli disse que esta questão também será abordada em reunião, porém afirmou que ainda aguarda o levantamento de valores.

As demais obras foram retomadas com a aprovação do projeto pela Câmara Municipal. Com isto, está sendo preparada a área que receberá a nova ponte ao lado da ponte de ferro da Avenida dos Trabalhadores. Para isso, árvores estão sendo cortadas e o procedimento tem chamado atenção daqueles que passam pelo local. Outra ponte também será feita na Avenida Brasil, ao lado da existente.

Outro trecho da ciclovia começou a ser feito na Avenida dos Trabalhadores e deve se estender até a calçada que margeia a arquibancada. Ao final deste trecho de calçada, a pista terá continuidade pela rua paralela à via. O local também receberá nova iluminação.

A colocação de guias e sarjetas na fase 1 da Avenida Alíbio Caveanha, localizada no Jardim Novo, se aproximou da área do 26° Batalhão da Polícia Militar.

Previous post

Penitenciária Feminina: diretora relata consciência das presas

Next post

Com assentamento de vigas, obras começam a ganhar forma