Home»Polícia»Moradores de rua são encaminhados para recuperação

Moradores de rua são encaminhados para recuperação

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Por conta do novo coronavírus, o evento com pessoas que se encontram em situação de rua que seria realizado no último sábado (28), na Canção Nova, em Cachoeira Paulista, foi cancelado.  O objetivo da ação, intitulada “Com Deus tem jeito” da Obra Lumen de Evangelização, é apresentar às pessoas em situação de rua a possibilidade de encaminhamento direto para uma unidade da Fazenda Esperança, na qual cada um pode se recuperar, porém sem medicamento, de seus vícios.

O evento receberia a população de rua de diversas cidades do país e iria oferecer uma experiência de fé pessoal para cada pessoa antes que ela tomasse a decisão de no mesmo dia ser encaminhada para casas de recuperação. O projeto foi apresentado para as entidades de Mogi Guaçu que realizam trabalho com moradores de rua e a intenção era levar os moradores de rua do município ao evento. No entanto, com o cancelamento do ato, a voluntária Lilian Antônia Alves Batista, que coordena o GEV (Grupo Esperança Viva), deu continuidade sozinha ao trabalho que possibilitou enviar de forma direta os moradores de rua que aceitassem o encaminhamento a uma unidade da Fazenda Esperança.

O ato de acolhida, ou seja, de abordagem para apresentar ao público alvo o projeto foi realizado por Lilian e outros voluntários, como Evandro e Silvana da Comunidade Mães dos Pobres, padre Roberto Scaler da Paróquia Santa Tereza D’Avila, irmã Iderli, Nelson do GEV. Nos últimos dois finais de semana, 29 pessoas que estavam nas ruas da cidade aceitaram o convite e foram encaminhadas para unidades da Fazenda Esperança que ficam em Mairiporã, Guaratinguetá e Guarará, MG.

Lilian explicou que todos foram de van, sendo que o transporte foi providenciado pela Obra Lumen de Evangelização e estabelecimentos comerciais fizeram doações para as viagens, como alimentação.

Previous post

“Demoraram a agir”, diz filha de mulher morta no Hospital Municipal

Next post

Juiz determina afastamento de servidores