Home»Cidade»Moradores reclamam de descaso com área verde

Moradores reclamam de descaso com área verde

O mato alto chama a atenção em toda a extensão da área verde que corta o bairro

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Por Igor Rodrigues

Junto com o período de chuvas chegam velhos problemas já conhecidos pela população. Entre eles, o mato alto nas áreas urbanas. O problema é possível de se observar em diversos pontos da cidade. Além de áreas verdes, o efeito da chuva tem mudado o cenário em praças e canteiros, que ficam com uma estética no mínimo desagradável.

A Gazeta, como de costume nesta época do ano, tem recebido diversas reclamações sobre mato alto e o principal pedido é de limpeza pela Prefeitura. Nesta semana, moradores da Rua Vereador Arthur de Oliveira Rocha denunciaram o descaso com o canteiro do bairro. O mato chega a cobrir um homem adulto com facilidade em alguns trechos.

Há pequenas pontes para travessia de moradores no canteiro onde antes se localizava a linha férrea e também o que deveria ser um córrego e que nem água tem mais. Aliás, estas conexões quase somem em meio ao mato alto.

Segundo a moradora Nilma Lúcia dos Santos Silva, a área verde não tem manutenção há meses. Ela contou que mora no local há quatro anos e a cena em frente de sua casa é frequente. “Até capivara no portão de casa eu já vi”.

Nilma contou que os pernilongos aumentaram e que lagartos e aranhas são comuns nesta época do ano em seu quintal.

O morador Juliano Pereira Fagundes disse que tem convivido com animais peçonhentos e até mesmo uma pequena raposa esteve em seu quintal. “Já precisei matar duas aranhas marrons”, informou Fagundes, que mora há dois meses no bairro e relata não ter visto serviços de roçagem no local.

 

Insegurança

Além de todo o problema gerado pela falta de manutenção da área verde, a moradora Nilma conta que o mato alto contribui com o aumento da sensação de insegurança para os moradores daquela região. Ela citou um caso recente de roubo no local, quando bandidos se esconderam no meio do mato para abordar um motoboy que fazia entregas.

A reportagem observou lixo e entulho jogados em alguns trechos da área verde, mesmo a Prefeitura tendo feito a coleta de entulho recentemente, segundo o morador Juliano Fagundes. Em janeiro de 2018, a Gazeta esteve no local, porém, do lado do canteiro localizado na Avenida Avelino de Moraes, onde moradores já se queixavam dos mesmos problemas.

Após contato com a Prefeitura, a resposta foi que a Saama (Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente) iniciou a limpeza da área ainda na terça feira (14) no período da tarde. Na sexta feira (17), a reportagem retornou ao local e constatou que a limpeza foi iniciada nas laterais da área e ainda não foi concluída.

Previous post

Corinthians e Santos estreiam no Paulistão na quinta-feira

Next post

Polícia Militar visita mulheres com medida protetiva