Home»Destaque na Home»Moradores reforçam reivindicações em reunião com vereadores

Moradores reforçam reivindicações em reunião com vereadores

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Uma grande faixa foi afixada na galeria da Câmara Municipal na última segunda-feira (9), antes do início da sessão. As reivindicações são feitas pelos moradores dos condomínios Pantanal I e II, Aroeira, Santa Felicidade, além do Imperial. Na faixa um questionamento: Cadê? Posto de saúde, escola, abertura de creche.

Durante encontro com os vereadores, os moradores ressaltaram que já são cinco anos e meio de espera e sem nenhuma das melhorias prometidas. “Do jeito que está não dá para ficar e queríamos pedir a ajuda de vocês para reforçar os pedidos”, comentou o morador Alex Franco de Moraes.

A principal reivindicação dos moradores é a instalação de uma passarela na altura do km 175 da SP-342, para que haja segurança na travessia. Na semana passada, um grupo de moradores realizou um protesto na via na tentativa de chamar a atenção das autoridades. “O protesto acabou chamando a atenção porque hoje (segunda) um representante da Renovias me ligou e ficou de dar retorno”, explicou o morador.

Quem mora na região faz a travessia diária da SP-342 porque é preciso ir ao trabalho ou levar os filhos à creche, escola, posto de saúde, todos localizados na região do Jardim Santa Terezinha. A passarela mais próxima do trecho citado fica distante 1 km. Por isso, o pedido de outra passarela ou de radares e redutores de velocidade, como lombada eletrônica.

O vereador Natalino Tony Silva (Rede) informou que desde 2017 reivindica junto à Artesp (Agência dos Transportes do Estado de São Paulo) a instalação do dispositivo de segurança e que a Câmara recebeu documentos nos quais a necessidade da passarela é reconhecida. “A Artesp veio chegar e confirmaram a necessidade da passarela. Eles descartam a lombada eletrônica. Estou tentado agendar nova audiência para voltar a cobrar uma posição”, comentou ao lembrar que o mesmo pedido foi endossado pelos vereadores Thomaz Caveanha (PTB) e Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia (PSD).

Guilherme lembrou que esteve na Casa Civil acompanhado de Natalino, do presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (sem partido) e de Fábio Aparecido Luduvirge Filetti, o Fabinho (PSDB). “Após a audiência na Casa Civil eles enviaram documentos dizendo que é conveniente a implantação da passarela no local. Agora, temos que brigar para que façam o quanto antes”, reforçou.

Para o vereador Thomaz, a Renovias, concessionária responsável pelo trecho, é que está resistente em fazer a melhoria mesmo com a autorização da Artesp. “Os moradores usam uma passagem aberta pela própria Renovias. A responsabilidade é deles”, ressaltou.

Outros

Além do pedido da passarela, os moradores reclamaram da falta de um posto de saúde para atender os moradores daquela região. “Vai fazer cinco anos que estamos lá e estamos usando o posto do Jardim Santa Terezinha e a demanda é grande”, disse Alex ao estimar que cerca de mil famílias vivem na região.

Outro pedido é com relação a construção de uma escola para atender os estudantes dos bairros, principalmente para evitar que eles continuem sendo transportados para outras escolas. E na lista está a abertura da creche do Pantanal I, que já está pronta. “A creche precisa funcionar para atender os moradores”, se queixou uma moradora presente no encontro.

O vereador Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PP), explicou que o município está com três creches (Pantanal, Ypê Amarelo e Chaparral) prontas, mas que a Prefeitura está com dificuldades em encontrar entidades que assumam as administrações. “Já foram feitos dois chamamentos e não apareceu ninguém. Agora, a Prefeitura vai publicar um terceiro chamamento nesse mês e esperamos que dê certo”, explicou.

Previous post

Julgamento termina sem sentença e é adiado

Next post

Renovias diz que passarela não está prevista