Home»Cidade»Motoristas da Uber planejam greve para esta quarta-feira

Motoristas da Uber planejam greve para esta quarta-feira

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Quem planeja se locomover nesta quarta-feira (8) utilizando-se do aplicativo de transporte da Uber pode ter problemas. Os condutores vão desconectar os dispositivos. O objetivo da categoria é chamar a atenção para as condições de trabalho e práticas de pagamento das empresas. A greve ocorrerá em várias cidades do país e do mundo.

Em Mogi Guaçu há mais de 100 motoristas da Uber. O grupo pretende sair em carreata, mas o local de concentração e o percurso não foram divulgados previamente. Por aqui, a ideia é manter o aplicativo desligado o dia todo. Nas capitais, a interrupção do trabalho é prevista por duas horas, das 7 às 9 horas da manhã.

Assim como em todo o país, em Mogi Guaçu a paralisação foi anunciada por grupos que se organizam por redes sociais. A categoria justifica que a inflação e os aumentos de combustíveis estão encolhendo os lucros e as taxas da Uber, que no início eram fixas em 25% das corridas, hoje variam e podem chegar a 50% do valor recebido por cada viagem.

uber

A paralisação antecede o início das negociações de ações da empresa na Bolsa de Nova York. Fora do país, a categoria é organizada por sindicatos e a paralisação foi confirmada em cidades como Nova York, Chicago, Los Angeles e São Francisco. No Brasil, a estimativa é que a Uber tenha faturado cerca de R$ 3,8 bilhões. Os motoristas brasileiros que prestam serviços à empresa elencaram algumas reivindicações entre as quais, o aumento do valor cobrado por quilômetro e minuto, aumento da tarifa mínima, limitar a quantidade de motoristas cadastrados para que não haja excesso na cidade e diminuir o tempo de espera do passageiro que hoje é de cinco minutos para três minutos durante o dia, e de cinco minutos para um minuto e meio na madrugada (meia-noite às 5 horas da manhã).

 

 

uber

Previous post

Prazo de inscrição do concurso do Detran é prorrogado

Next post

ETE dos Ypês: Com salários atrasados, operários param