Home»Destaque na Home»Oposição rebate vídeo da Prefeitura sobre UPA

Oposição rebate vídeo da Prefeitura sobre UPA

Vídeo divulgado essa semana pela Administração Municipal diz que unidade já funciona como hospital de campanha

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Nesta semana, a Prefeitura de Mogi Guaçu divulgou um vídeo sobre a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Santa Marta, com a seguinte afirmação: “A UPA já está funcionando como hospital de campanha de pacientes com coronavírus em apoio ao Hospital Municipal Dr. Tabajara Ramos”. E foi justamente essa afirmação que causou estranheza e críticas entre os vereadores de oposição.

Eles foram unânimes em dizer que o vídeo produzido e divulgado pela Administração Municipal foi uma tentativa de enganar a população, uma vez que a unidade não está em funcionamento e houve uma maquiagem para a produção do material. “Vi uma tentativa clara de enganar a população. Fui até lá e não tem nada, não tem equipamentos. Lá estão as macas, cadeiras e só com um guarda vigiando a unidade 24 horas”, enfatizou o vereador Jéferson Luís da Silva (PSDB).

O vereador lembrou que a Prefeitura deu dois prazos esse ano para colocar a unidade em funcionamento, que não foram cumpridos e, agora, usa a pandemia da Covid-19 para postergar ainda mais. “Primeiro falaram março e depois abril e nada. Agora, vieram com essa história de hospital de campanha e fica essa falsa impressão de que está funcionando e não está. Passo lá diariamente e não vejo movimentação alguma. Eles estão usando esse vídeo para enganar a população e fazer campanha política. Fiquei envergonhado”, ressaltou Jéferson ao comentar que as macas compradas pela Secretaria de Saúde são modelos antigos. “As macas compradas não tem regulagem. São bem simples. Se precisar levantar o paciente, não consegue”.

A UPA do Jardim Santa Marta está fechada há seis anos e meio com a promessa de reabertura pela Prefeitura. Agora, segundo o vídeo divulgado, a unidade irá atender a população após a pandemia. Para funcionar como hospital de campanha, 37 leitos foram disponibilizados com possibilidade de ampliação para outros 10.

Após a divulgação do vídeo, o vereador Guilherme de Souza Campos, o Guilherme da Farmácia (Cidadania), esteve na UPA na tarde da última quinta-feira (16) e ficou assustado com o que viu. Segundo ele, o local está empoeirado, as macas e cadeiras foram colocadas no local com várias salas vazias. “Fizeram um vídeo para enganar a população e provavelmente não vai usar aqui. Então, vão ganhar um fôlego para a reabertura prometida. O agravante é que, se tiver um surto e precisar de mais leitos, a UPA não está pronta para receber pacientes”, disse ao afirmar que a unidade não dispõe de nenhum outro equipamento no local a não ser as macas, cadeiras e armários vazios. “Não tem computador, não tem material de escritório, não tem oxigênio, não tem nada. Só macas e algumas cadeiras. O chão está empoeirado”.

O presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (Cidadania), também ficou surpreso com o vídeo divulgado afirmando que o hospital de campanha está funcionando. Para ele, trata-se de propaganda enganosa. “Se eles tiverem que levar pacientes amanhã para lá, não conseguem. Não tem nada lá pronto. Maquiaram o local para fazer um vídeo bonito e enganar a população dizendo que a unidade está pronta. A UPA poderia estar atendendo a população faz tempo independentemente dessa questão da pandemia. Se isso tivesse sido feito, conforme o prometido, a unidade atenderia a população em geral para desafogar a UPA do Jardim Novo e, se precisasse, uma ala seria criada para os pacientes Covid, pois o objetivo não é atender pacientes graves lá”, opinou.

Os vereadores Fábio Aparecido Luduvirge Fileti, o Fabinho (PSDB), e Natalino Tony Silva (PSDB), também criticaram o vídeo divulgado e afirmaram que a unidade não está pronta. Acusaram ainda a Prefeitura de espalhar notícias falsas. “Lamentável essa atitude do chefe do Executivo de fazer fake news. É inadmissível. É só a população ir até o local para comprovar que a unidade continua fechada e sem condições de iniciar atendimento nem mesmo como hospital de campanha”, comentou.

Natalino emendou: “Antes de ficar mostrando vídeo e enganando a população coloca a equipe de Saúde que irá atuar na unidade e todos os equipamentos necessários para realmente atender o povo. Aí sim, grava o vídeo. Tem uma guarda sentado lá 24 horas e não tem nada além das macas, cadeiras e armários. É fake news”, ressaltou.

Previous post

Prefeitura diz que UPA está pronta, mas sem atendimento

Next post

Editorial: Ainda a UPA