Home»Cidade»Páscoa: celebração será com igreja vazia

Páscoa: celebração será com igreja vazia

As igrejas tiveram que alterar a rotina e realizam as celebrações da Páscoa sem público

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A Páscoa é uma das datas mais importantes para a Igreja Católica e os dias que antecedem a data são pontuados por várias celebrações, entre os quais, o Domingo de Ramos, o Lava- pés e as procissões. Mas, este ano, em decorrência da Covid-19 nenhuma celebração foi aberta aos fiéis por conta da recomendação de evitar aglomerações.

“Celebraremos com a mesma devoção, com a mesma fé e, porque não dizer, com a mesma alegria no coração por celebrar Jesus Cristo”, afirma o padre João Paulo Ferreira Ielo referindo-se ao Tríduo Pascal e à Páscoa. Ou seja, o padre estará na igreja apenas na companhia de quem ajudará na leitura e na música. O padre comentou que, de fato, a Semana Santa deste ano foi surreal.

Apesar do contratempo, o religioso analisa que trata-se de um momento importante porque por mais que as opiniões sejam conflituosas, o recolhimento levará ao aprendizado de algumas lições. “Convido a todo cristão para que seja servidor de seu irmão, principalmente nesta ocasião de pandemia. Não basta só celebrar a missa, mas é preciso viver a Eucaristia levando em consideração a doação e a entrega de Cristo”, argumenta.

O religioso lembra que na Sexta-feira Santa é celebrada a entrega de Jesus em seu amor total, lembrando que nossos sofrimentos podem se tornar ocasião de comunhão, de vida e de ternura. “A cruz de Cristo pergunta o que estamos fazendo em relação ao respeito à vida dos nossos irmãos. Vemos os políticos brigando por coisas tão mesquinhas, mas não defendem realmente a vida”, comenta. Neste dia, João Paulo sairá por algumas ruas centrais carregando a cruz numa alusão à procissão da Sexta-feira Santa.

Com isto, o padre observa que o Cristo da cruz é visto naquela que padece da falta de recurso. “A cruz de Cristo representa o sofrimento de todos os pobres deste país. Celebramos na Páscoa o Cristo que ressuscita e vence o mal. E dá algumas indicativas para vencer a maldade: solidariedade, caridade, verdade e o amor aos irmãos. O coelho vai ceder lugar para o Cristo ressuscitado”, sentencia.

 

CONSAGRAÇÃO

No domingo de Páscoa, às 14 horas, os países da América Latina e Caribe, conforme solicitação do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), rogam à Virgem Maria a intercessão para que a pandemia causada pelo coronavírus seja superada.

A Consagração a Nossa Senhora de Guadalupe será transmitida, ao vivo, por todas as TVs de inspiração católica, por rádios e pelas redes sociais da CNBB, e a na rede social da Diocese de São João da Boa Vista.

Previous post

Especial de Aniversário: Qual era sua turma no final dos anos 50?

Next post

Máscaras: utilização é a nova orientação da Saúde