Home»Cidade»Por medida de economia, frota sofre redução

Por medida de economia, frota sofre redução

Parado há10 dias, serviço recomeça segunda-feira (16); meta é reduzir gasto de R$ 190 mil para R$ 100 mil/mês

1
Shares
Pinterest WhatsApp

A crise econômica levou a SSM (Secretaria de Serviços Municipais) a reduzir a frota da coleta de galhos e entulhos. A meta é diminuir de R$ 190 mil para R$ 100 mil/mês os gastos com o serviço. O contrato anual é de R$ 2.290.313,36 e foi renovado mês passado, após uma paralisação na coleta. A informação é de que o serviço está novamente parado e já faz 10 dias.

Respondendo interinamente pela SSM, o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, garantiu que a coleta de galhos e entulhos será retomada na segunda-feira (16), mas já com redução da frota. Ele explicou que o contrato, de fato, foi renovado e prevê o gasto máximo com o serviço. “Paramos por conta desta questão operacional”, disse, salientando que maiores detalhes serão conhecidos na próxima semana.

No entanto, Salvador adiantou que haverá redução no número de caçambas. Pelo contrato, a coleta contaria com três máquinas (caminhões), 10 caminhões basculantes e cinco caminhões carroceria, além de motoristas e ajudantes. “Não será a mesma quantidade”, frisa. Ele diz que não adiantaria prosseguir com o trabalho da forma que está e não conseguir pagar as despesas.

Questionado se não haverá prejuízo na prestação do serviço, Salvador foi claro ao dizer que, de fato, não será a mesa coisa, porém é preciso colaboração da população. Ou seja, colocar os galhos e entulhos nos dias certos sobre a calçada, não jogar nas praças, terrenos e áreas verdes. “São descartados em qualquer lugar. E quem paga pelo serviço é a própria população”, comenta ao referir-se ao fato de o serviço ser pago com o recurso de impostos.

 Entulhos e Galhos Jd Munhoz

PÓS-CHUVA

Mês passado, a coleta de galhos e entulho foi interrompida por 20 dias. Na ocasião, a renovação do contrato estava sendo negociada. Coincidentemente, após temporal que resultou em queda de árvores e galhos, o contrato foi renovado e o trabalho foi retomado dia 23 de outubro. O serviço é prestado pela Willtur.

A expectativa era de atualizar o calendário do serviço.

Previous post

Artigo: "Zezé Pileta" por Diamantino Gaspar

Next post

Jovem Guarda: O ritmo que embalou os jovens guaçuanos