Home»Destaque na Home»Projeto feira: secretário garante que árvores serão relocadas

Projeto feira: secretário garante que árvores serão relocadas

Projeto da Prefeitura mostra como deve ficar o canteiro central do Parque Cidade Nova

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Após a divulgação da assinatura de contrato pela Prefeitura, as reclamações se concentraram na questão do corte das árvores existentes no canteiro central da Avenida Júlio Xavier da Silva, no Parque Cidade Nova, onde os feirantes serão acomodados aos domingos. A mudança dos feirantes é uma discussão antiga na cidade.

Com a financiamento pelo Banco do Brasil, a Prefeitura irá concretizar a mudança deles para o novo local e, assim, espera encerrar as inúmeras reclamações dos moradores das ruas onde a feira livre é feita há mais de 30 anos. Com o projeto apresentado, a Administração Municipal recebeu uma enxurrada de reclamações pelo fato de às arvores existentes no canteiro serem retiradas.

O secretário de Planejamento, Luis Henrique Bueno Cardoso, conversou com a Gazeta sobre o projeto e informou que 12 árvores vão permanecer no canteiro e sete serão relocadas. “Ainda vamos fazer a demarcação no local, mas, claro, que nossa intenção é manter as árvores, mas já sabemos que alguns eucaliptos podem atrapalhar a rede de água e eles serão relocados”, comentou ao reforçar que a intenção da Prefeitura é manter a arborização da região.

Pelo projeto, um corredor de 27 metros por 380 metros será implantado no canteiro central, tendo oito entradas para veículos e outras seis para pedestres. “A academia existente lá será relocada sentido o Furno. Vai ser a mesma academia. Os pedestres terão acessos e poderão circular dentro do corredor”, explicou.

O projeto prevê ainda a implantação de guia, galerias e piso de asfalto. Os feirantes poderão, como solicitaram, deixar seus veículos aos fundos da barraca. Tudo será demarcado pela Prefeitura e as dimensões serão diferentes por conta do tamanho das barracas. “A gente vai pedir para eles (feirantes) adaptarem conforme o projeto da Prefeitura. A saia e a cobertura da barraca, por exemplo, devem ser padronizadas de acordo com a cor de cada segmento”, informou ao destacar que essa padronização será feita aos poucos.

Sobre o local escolhido, o secretário de Planejamento explicou que o canteiro central do Parque Cidade Nova foi a opção por conta do investimento. Segundo ele, a outra opção seria uma área do antigo ramal ferroviário da Chanflora, no Jardim Novo, mas ela foi descartada por ser maior e ter um custo mais alto. “Eram duas áreas. Essa do Parque Cidade Nova e uma da Fepasa no Jardim Novo. Esse até pode ser um projeto futuro porque a área é bem maior e custaria até quatro vezes mais do que o atual”, exemplificou.

Cardoso ressaltou que o projeto da nova feira foi desenvolvido seguindo os dados e cadastros da Secretaria de Serviços Municipais, responsável pelas feiras na cidade. “A intenção é acomodar todo mundo no novo espaço”, comentou ao ressaltar que outra meta é atender aos pedidos dos moradores onde a feira está atualmente localizada. “Amenizar o problema dos moradores naquela região que estão com a feira na porta de suas casas há muitos anos”.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, informou que o prazo de execução do novo espaço no Parque Cidade Nova previsto em contrato será de 120 dias, mas a previsão é de que a obra seja entregue em 90 dias, após a liberação da ordem de serviço.

Previous post

Prefeito Walter Caveanha assina terceiro empréstimo

Next post

Tome Nota da edição de sábado, dia 20