Home»Cidade»Reabertura do comércio local depende de decreto estadual

Reabertura do comércio local depende de decreto estadual

Adenilson defende que algumas situações precisam ser reavaliadas

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Como a Administração Municipal adiantou que seguirá as normas estaduais referentes ao funcionamento do comércio em geral, é grande a expectativa do setor para a próxima semana. Isto porque, o prazo de 15 dias constante do primeiro decreto, publicado mês passado, termina na terça-feira (7). Portanto, é aguardado para segunda-feira (6) pronunciamento do governador João Dória (PSDB) sobre esta questão.

O superintendente da Acimg (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu), Adenilson Junior dos Reis, disse que, neste momento, é preciso aguardar. Entretanto, observa já estar notando movimentação na região central derivada de filas nas agências bancárias.

Além disso, o funcionamento de alguns setores considerados essenciais está levando as pessoas a frequentarem estes locais, o que contraria o isolamento social. “Estas situações precisam ser reavaliadas e consideradas pelas autoridades. Causa revolta de quem quer abrir. É um cenário que demanda estudo mais aprofundado”, analisa o superintendente.

 

Supermercados

O município deve ainda ter outro decreto referente ao funcionamento dos supermercados, conforme o informado na quinta-feira (2) pela secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida. Isto porque, a Pasta tem recebido queixas sobre o grande número de pessoas no interior dos supermercados em período de isolamento social.

Previous post

Vacinação volta a ser feita nas UBSs e USFs

Next post

Motoboys: categoria reforça medidas de higienização