Home»Destaque na Home»Samu: funcionária denunciada é demitida

Samu: funcionária denunciada é demitida

Foto publicada em rede social gerou flagrante que levou a demissão por justa causa da socorrista e do motorista do Samu

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Por Alair Junior

A técnica de enfermagem Vanessa Gomes foi demitida por justa causa nesta segunda (13) como resultado final do processo administrativo por determinação do Consórcio Intermunicipal de Saúde “8 de Abril”. Vanessa e outro funcionário foram flagrados usando uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para transportar uma criança de uma escola do bairro BNH até a residência de Vanessa, que é a mãe do menino. O motorista da ambulância recebeu a mesma punição, exoneração imediata.

De acordo com o coordenador do serviço, Wagner Cezaroni, como não houve autorização para esse transporte, a coordenação só tomou conhecimento do fato após uma publicação realizada no Facebook. A foto, que mostra a viatura do Samu parada perto da escola, foi postada na rede social pela servente de creche Aline Turati, 30. Ela contou que foi até a emei do BNH para buscar sua filha e viu quando uma das crianças foi levada por uma pessoa usando um uniforme de resgate e entrou na ambulância. Aline fotografou com um celular e, no dia seguinte, realizou a publicação onde demonstrou indignação ao relatar em texto o “desvio de uma ambulância para mérito pessoal”.

Denúncia SamuA autora chegou a dizer para a Gazeta que se arrependeu da publicação, quando soube que Vanessa havia sido mandada embora. “Me arrependi de ter publicado quando alguém me disse que a funcionária foi demitida pelo ato. Não quero isso. Quero apenas que ela reconheça que errou. Mas depois me disseram que ele não foi mandada embora e fiquei aliviada”, comentou na semana passada, portanto, antes do parecer final do consórcio. Aline preferiu não comentar o parecer final.

Procurada pela reportagem, Vanessa também não quis falar sobre a decisão e mencionou apenas que “a justiça foi feita” e “estou muito chateada”.

Na semana passada ela chegou a mencionar que desconfiava da demissão. “Soube que o resultado desse processo pode ser mesmo a minha demissão”, disse com a voz embargada. Em seguida, chorando, lamentou a exposição na rede social. “Acho que não precisava chegar a esse ponto de colocar no Facebook. Pra quê ficar aumentando esses comentários que julgam e machucam a gente? Errei, assumo meu erro, mas não sou uma corrupta como estão me classificando. Adoro meu trabalho e sempre busquei fazer o correto… Não precisava disso”, desabafou Vanessa.

“É uma pena, pois eram dois bons funcionários. Mas regras são regras. E o Samu não permite esse tipo de atividade voltada para fins pessoais”, comentou o coordenador.

Previous post

Guardas participam de mobilização em Brasília

Next post

Bom Jesus é favorita ao título de campeã