Home»Cidade»Saúde: Secretaria monitora casos em servidores

Saúde: Secretaria monitora casos em servidores

Profissionais em atividade que têm exame positivo são afastados durante 14 dias para cumprirem a quarentena

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Esta semana, funcionários do posto de saúde do Jardim Ypê II testaram positivo para o novo coronavírus. A ocorrência de casos suspeitos ou confirmados tem sido observada na Rede Municipal de Saúde, conforme explicou a Secretaria Municipal de Saúde, através da assessoria de imprensa da Prefeitura.

Até ontem (19) havia quatro profissionais passando por acompanhamento domiciliar, um internado e 28 curados, ou seja, que já haviam voltado às funções. Vale pontuar que os casos abrangem profissionais de todas as áreas, como postos de saúde e HM (Hospital Municipal) Dr. Tabajara Ramos.

Clara

De acordo com o informado pela assessoria de imprensa, os profissionais em atividade que têm exame positivo são afastados durante 14 dias para cumprirem a quarentena. Após o período, eles retornam ao trabalho. “Novos exames estão sendo realizados com os profissionais de saúde”, traz a informação.

No caso do Ypê II, por exemplo, ao todo 10 funcionários do posto de saúde  testaram positivo para o novo coronavírus. Deste total, cinco profissionais foram afastados de suas funções e cinco estão curados. Dos 10 funcionários, nove são assintomáticos, portanto, não apresentam qualquer sintoma da doença. Os funcionários que continuam com IGM positivo serão testados novamente.

Mês passado, cinco funcionários do posto de saúde do Jardim Hermínio Bueno também testaram positivo para o novo coronavírus. A unidade de saúde chegou a interromper os atendimentos por alguns dias.

COVID-19

Cidade soma 367 casos confirmados e 14 óbitos

O mais recente boletim de casos de Covid-19, divulgado na tarde de ontem (19) pela Administração Municipal, aponta o total de 367 casos confirmados e 14 óbitos. O total de notificações chega a 989, sendo 920 moradores de Mogi Guaçu e 69 de outras cidades.

O prefeito Walter Caveanha (PTB) participou ontem da live realizada pela Secretaria de Comunicação Social e pediu à população que não promova festas, churrascos e saia de casa apenas quando for preciso.

Por sua vez, a secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida, não escondeu a preocupação com os números, pontuando que a situação será caótica quando não houver mais leitos. “Hoje (ontem) temos 30 internados entre enfermaria e UTI”, comentou.

Previous post

Editorial: Apertou o cinto

Next post

Cuidados: Dicas para cuidar da casa no inverno