Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 11

Tome Nota da edição de sábado, dia 11

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Eleições

Com a definição da data das eleições municipais, os partidos políticos começam a fazer os planejamentos e a listar as prioridades. A pandemia tem sido um desafio a mais nesse momento. O prazo final para a apresentação do pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral, inicialmente definido para 15 de agosto, passou para o dia 26 de setembro. Apesar do tempo, os pré-candidatos estão a todo vapor iniciando suas pré-campanhas. E por conta disso, já começaram a ‘pipocar’ as notícias falsas nas redes sociais.

 

Cuidado

Especialistas avaliam que o Brasil deverá chegar às eleições municipais de 2020 enfrentando problemas muito parecidos com aqueles da disputa nacional de 2018, no que diz respeito à desinformação e à propagação de notícias falsas. Por causa disso, irá se destacar o candidato que optar por outros meios para falar com o eleitor, principalmente, para mostrar suas propostas de governo. Ficar gastando tempo em redes sociais desmentido fake news não é o caminho mais acertado. Espera-se que os candidatos saibam que propagar notícia falsa é crime.

 

Rachou?

Informações de bastidor dão conta que houve uma ruptura entre o presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (Cidadania), e o ex-vice-prefeito e sindicalista, Marçal Georges Damião (Solidariedade). A falta de um acordo para saber quem será o candidato a prefeito da chapa teria sido o motivo. Rodrigo garantiu para a Gazeta que eles continuam conversando sobre uma parceria, mas confirmou a divergência. Marçal também negou a ruptura e disse que está conversando com os pré-candidatos. “A gente continua conversando. Mas estamos conversando com os pré-candidatos. A divisão não é boa, pois favorece só um grupo”, avaliou.

 

Opinião

O prefeito Walter Caveanha (PTB) falou sobre o projeto de mobilidade urbana, cujas obras estão paralisadas. Ele disse que foi surpreendido com a decisão da Câmara em não aprovar a mudança, mas que está otimista para que a alteração seja feita. O chefe do Executivo comentou que a região da Avenida Brasil, por exemplo, será valorizada com as obras e revelou que a Prefeitura já tem pedido para a ampliação do shopping, para a construção de um condomínio residencial e também para a construção da sede da Associação Comercial. “E ainda teremos o Parque Mandi”.

Previous post

Projeto deve ser analisado após CEI ser finalizada

Next post

Visa fez 155 inspeções e aplicou 13 multas