Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 25

Tome Nota da edição de sábado, dia 25

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Audiências

A semana foi bem atípica na Câmara Municipal por conta de duas audiências públicas. Dois temas foram discutidos: tarifa do transporte público e projeto que proíbe a soltura de fogos de artifício com estampido. Os dois eventos mostraram que o Legislativo não está preparado para realizar audiências públicas nem o público para participar. Faltou organização por parte da Câmara e foco por parte de alguns participantes que faziam perguntas fora do contexto. As audiências também revelaram a falta de participação de entidades como a OAB e Sindicatos da cidade, assim como dos próprios vereadores. Alguns nem deram as caras.

 

Sonho

O prefeito Walter Caveanha (PTB) voltou a falar sobre o sonho de construir o Porto do Mandi. A ideia é desativar a lagoa usada para decantação do esgoto doméstico após o segundo módulo estar completamente pronto. Para a desativação da lagoa atual, o Samae já conquistou os recursos necessários por meio de financiamento. Caveanha falou sobre o projeto nesta sexta-feira (24), quando recebeu jornalistas (na verdade, poucos diplomados), em seu gabinete. Avesso a esse tipo de entrevista, o prefeito aproveitou a ocasião para falar sobre a construção de um grande parque, nas características do Ibirapuera, em São Paulo.

 

Planos

O projeto do Porto do Mandi foi apresentado pelo chefe do Executivo ainda no mandato anterior a esse que se encerra em dezembro próximo. Em quase oito anos de mandato, Caveanha não conseguiu colocar em prática o projeto, que tem o objetivo de criar um espaço destinado ao lazer e à preservação do meio ambiente, às margens do Rio Mogi Guaçu. Questionado se o futuro prefeito dará continuidade ao projeto, Caveanha prontamente respondeu que sim. “Espero que saiba aproveitar o projeto que vai gerar mais empregos”, disse ao comentar sobre um outro projeto, mas esse em andamento: o corredor de ônibus na Avenida Alíbio Caveanha.

 

Pontes

Nesta sexta-feira (24), a Gazeta flagrou a visita de representantes de empresas na ponte de ferro. Eles estavam fazendo a visita técnica que está liberada por conta do processo licitatório que está aberto para a construção das duas pontes na cidade. As vencedoras serão conhecidas no próximo dia 29 e a licitação prevê a construção de uma ponte ao lado da ponte de ferro (sentido bairro/centro) e uma outra na Avenida Brasil, exatamente em decorrência da duplicação, que está em andamento. Essa licitação é o que faltava para fechar o pacote dos R$ 29 milhões financiados em dezembro de 2018.

Previous post

Transporte público: o que disseram os vereadores

Next post

Fogos com estampido podem ser proibidos