Home»Opinião»Tome Nota da edição de sábado, dia 9

Tome Nota da edição de sábado, dia 9

0
Shares
Pinterest WhatsApp

PTB

Quem garante que deixou de lado a política partidária foi o médico Denis Camilo de Carvalho. Ele deixou o PCdoB após 30 anos de filiação e, agora, está no PTB do prefeito Walter Caveanha. Porém, o médico disse à Gazeta que vai pedir sua desfiliação partidária, pois já deixou claro que não tem intenção de disputar nenhum cargo público. Denis é cotado para ser o candidato a vice-prefeito de Daniel Rossi (PL). O grupo liderado pelo prefeito prefere Denis na chapa como vice-prefeito. Mas tudo indica que isso está longe de acontecer.

 

Alô

Um grupo de proprietários de vans está pedindo ajuda para o presidente da Câmara, Rodrigo Falsetti (Cidadania). Por conta da suspensão das aulas, o transporte escolar não está ocorrendo e, por isso, o serviço não está sendo pago pela Prefeitura. Segundo Rodrigo, cerca de 250 pessoas atuam no transporte escolar do município e estão numa situação difícil. “É preciso encontrar uma solução”, comentou o presidente da Câmara. Esse mesmo grupo procurou o prefeito e ele falou com alguns “perueiros” pelo interfone de sua residência.

 

De casa

Caveanha está em isolamento domiciliar por integrar o grupo de risco. Ele completou 71 anos no último dia 6. O filho, o vereador Thomaz Caveanha (PTB), comentou que o prefeito tem trabalhado de sua residência, mas que está à frente de todas as decisões. Disse que reuniões são feitas diariamente pelo secretariado e o prefeito continua liderando as ações. “O prefeito não está ausente. Está preocupado e à frente de todas as decisões”, explicou ao responder alguns questionamentos feitos pela oposição, que queixou-se do sumiço de Caveanha.

 

Votação

O presidente da Câmara colocou na pauta de votação o projeto do Executivo que prevê alteração na lei que autorizou o município a emprestar R$ 29 milhões da Caixa Econômica Federal para as obras de mobilidade urbana. O projeto foi liberado para ser votado e será analisado em plenário na sessão da próxima segunda-feira (11). “Seria uma ótima oportunidade para a Prefeitura pedir a revisão do contrato e a redução dos juros”, comentou Rodrigo Falsetti ao lembrar que uma moção já foi enviada à Caixa Econômica Federal com o mesmo pedido.

Previous post

Projeto original é mantido pelo Senado

Next post

Vereadores pedem transparência nos investimentos