Home»Política»Eleições 2020»Trocou a vice: PRTB tem mudança na chapa majoritária

Trocou a vice: PRTB tem mudança na chapa majoritária

0
Shares
Pinterest WhatsApp

A nutricionista e produtora rural, Eunice Aparecida Cremasco (PRTB), 37 anos, é a nova companheira de chapa de Benedito Pereira Costa Junior, o coronel Costa, candidato a prefeito. A apresentação da candidata a vice-prefeita ocorreu na última segunda-feira (21), no escritório político do partido.

À Gazeta, o candidato a prefeito disse que no domingo (20) foi informado pela empresária e cerimonialista Solange Vilas Boas, a Sol (PRTB), até então pré-candidata a vice-prefeita, de que não disputaria mais as eleições do dia 15 de novembro. “Recebi um pedido da Solange por foro íntimo de que ela não participaria mais da eleição. A gente sabia que ela estava passando por uma situação e ela resolveu pesar e chegamos num consenso”, comentou coronel Costa.

De acordo com o candidato a prefeito, a substituição da pré-candidata a vice-prefeita foi tratada com muita tranquilidade pelo grupo. “Já tinha convidado a Eunice também tanto que ela estava como pré-candidata a vereadora. Sempre trabalhei com a ideia de ter uma vice mulher e, por isso, tínhamos algumas opções e a Eunice era uma delas”, explicou.

Nascida em Mogi Guaçu, Eunice Cremasco não pensou duas vezes e deixou de lado a disputa por uma vaga na Câmara Municipal e aceitou o desafio de disputar o Executivo ao lado de coronel Costa. Moradora da Água Parada, bairro rural de Mogi Guaçu, Eunice disse que se identifica com as propostas defendidas por coronel Costa, tanto, que já fazia parte do grupo PRTB. Antes de ser convidada para ser a candidata a vice-prefeita, Eunice já tinha iniciado um trabalho junto ao eleitorado. “Comecei a rodar pela Zona Rural até as divisas com outras cidades e a Zona Rural está esquecida. O produtor rural contribui com a cidade com impostos e precisa de um retorno”, ressaltou.

Para ela, projetos podem ser desenvolvidos com os produtores rurais, inclusive, com a merenda escolar. “O produtor que não tiver condições de atender a demanda sozinho poderia montar uma cooperativa, por exemplo, e faria a entrega do que é necessário. Já ajudaria muito”, comentou ao destacar outras prioridades para os moradores da área rural, como transporte para estudantes, transporte para pacientes e segurança. “Muda o asfalto para a estrada de terra, mas as necessidades são as mesmas”.

Coronel Costa destacou que o grupo segue fortalecido. “A força dela (Eunice) vai servir de sinergia para o grupo”.

Previous post

Mais de 1.200 mesários são convocados para as eleições

Next post

Incêndio: Estrada da Cachoeira está parcialmente interditada