Home»Cidade»UPA: Funcionamento está atrelado a casos

UPA: Funcionamento está atrelado a casos

Junto ao Ministério da Saúde, o imóvel está sendo habilitado como local voltado ao atendimento da Covid-19

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Ao contrário do previsto inicialmente pela Administração Municipal, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), do Jardim Santa Marta, não será reaberta na próxima semana. Isto porque, o local não funcionará – a princípio – com esta finalidade e, sim, como apoio ao atendimento de casos do novo coronavírus, a Covid-19

Desta forma, o prédio da UPA será como apêndice do Hospital Municipal “Dr. Tabajara Ramos”, no Jardim Planalto Verde, referência no atendimento de casos de Covid-19 no município. Com isto, os leitos – cerca de 30 – serão usados no momento que o HM estiver lotado. O imóvel ficará montado como se fosse um hospital de campanha.

Quanto ao uso do espaço como UPA, a questão voltará à tona quando houver redução da curva de casos de Covid-19, considerando os números do município. Neste caso, a Secretaria Municipal de Saúde pode trocar a identidade para UPA e voltar a funcionar efetivamente com esta denominação. Junto ao Ministério da Saúde, o imóvel está sendo habilitado como local voltado ao atendimento do novo coronavírus.

Na semana passada, uma equipe da DRS (Diretoria Regional de Saúde) de São João da Boa Vista visitou as instalações da UPA e do HM. Ambos somarão 100 leitos.

Na sessão da Câmara da última quarta-feira (22), o vereador Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia (Cidadania), cobrou a reabertura da UPA e lembrou que todos os prazos dados pela Administração Municipal não foram cumpridos. “A promessa foi feita em 2016 e nada. Estamos quase no meio do ano com uma pandemia e nada da UPA funcionar. Peço ao prefeito que exija que a Secretaria de Saúde faça o possível para a reabertura da unidade”, comentou em tribuna.

Após a cobrança, o vereador Luciano Firmino Vieira, o Luciano da Saúde (PL), disse que, neste momento, a unidade foi transformada em hospital sentinela, mas que só irá funcionar se o município precisar. “Tomara a Deus que, nesse momento, não seja necessária a reabertura da UPA como hospital sentinela, porque os casos estão controlados na cidade e o Hospital Municipal, que hoje é o hospital que atende os casos de Covid-19, está dando conta”, comentou ao ressaltar que a Secretaria de Saúde está comprando o mobiliário para a UPA do Jardim Santa Marta e as empresas estão com dificuldades para entregar.

Previous post

Quarentena exige dose extra de criatividade

Next post

Vereadores cobram aumento de cestas básicas