Home»Caderno Multi»UTI COVID-19: Nova rotina exige uso de vários EPIs

UTI COVID-19: Nova rotina exige uso de vários EPIs

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Quando colocam todos os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) necessários para o acesso à UTI, os profissionais estão prontos para longas horas de trabalho. A retirada do equipamento é feita ao final do plantão, onde o primeiro banho é tomado no hospital, o segundo quando se chega à residência, onde os sapatos e as roupas ficam do lado de fora.

É praticamente um ritual que está sendo seguido à risca pelo anestesista Fernando José Sibila Marcondes, 36. “Fazemos as refeições em uma área reservada e ficamos todo o plantão com os paramentos. É uma proteção para todos”, observa o médico. Ele revela que, apesar de toda a situação, os profissionais se sentem muito úteis por estarem contribuindo neste momento tão delicado.

Antes da pandemia, a rotina na UTI, claro, exigia cuidados com a higiene, mas não era preciso máscara, óculos, face shield, por exemplo. Agora, Fernando José explica que há um quarto para paramentar, ou seja, vestir os EPIs e outro para desparamentar. “Tudo para reduzir a possibilidade de contaminação”, atenta. Retirando os EPIs, é a hora do banho, ali mesmo, no hospital. A chegada em casa pede mais cuidados. No caso do anestesista, ele faz uso do banheiro localizado na parte debaixo do imóvel e só depois vê a esposa e a filha. “Não me vejo mais entrando de tênis em casa. Acho que vai mudar muita coisa depois deste impacto do coronavírus”, comenta sobre outra alteração na rotina.

Para seguirem trabalhando, a cada 15 dias, os profissionais fazem o teste para verificarem se foram contaminados pelo novo coronavírus. Ou seja, uma garantia a mais para a equipe e pacientes.

ESTRESSE

Apesar do bom clima entre a equipe da UTI, é inegável que se trata de um local que exige dose extra de concentração. É preciso estar atento. Tudo isso exige muito também do lado emocional dos profissionais.

Para se desligar do trabalho e desestressar Fernando José conta que opta por caminhar, assistir séries/filmes e ler livros. “Faço caminhada todos os dias em que é possível, por 40 minutos. Relaxo assistindo séries e filmes. E bebo vinho, aos finais de semana. É preciso manter cabeça fria”, disse. O médico atenta que o apoio da família também é fundamental.

Previous post

Estabelecimentos são multados pela Visa

Next post

PEC que adia eleições 2020 para novembro é promulgada